Uma porção do Espírito!


Fico impressionado ao saber que já na época do Antigo Testamento havia uma escola de profetas. E essa escola de profetas recebia revelações, tal como ocorreu por ocasião da subida de Elias ao céu (2Rs 2.5), foi revelado aos profetas de Betel e de Jericó. Esses profetas informaram para Eliseu, e seus pensamentos estavam ocupados com esse assunto e viviam dias de expectativa.


Esses profetas vieram ao Jordão e os cinquenta profetas de Jericó seguiram à distância, para serem testemunhas oculares do milagre que ocorreria com Elias.


Elias passou por Gilgal, Betel e Jericó (2Rs 2.2; 2.4; 2.6). Ao passar pelas escolas fundadas por Elias nessas localidades, por impulso do Espirito Santo, o objetivo era fortalecer os discípulos dos profetas na consagração de suas vidas ao serviço do Senhor. A ascensão de Elias ao céu teve como objetivo firmar a todos em sua vocação para que sem medo e temor continuassem mesmo sem a presença de Elias.


Antes de partir, Eliseu fez o pedido: “Rogo-te que a porção dobrada de teu espírito seja sobre mim” (2Rs 2.9). Esse pedido faz alusão a Deuteronômio 21.17, onde prevê uma porção dupla ao primogênito. Eliseu, o primeiro e principal filho espiritual de Elias, sabiamente, não querendo ser maior que seu mestre, mas, sua herança daria dignidade em sua vocação profética.


Elias disse que esse pedido só poderia ser concedido por Deus. Mas lhe propôs um sinal, cuja observação manteria Eliseu numa atitude de um garçom ansioso. E o verso 12 registra que Eliseu viu Elias sendo levado aos céus. E Elias deixou seu manto cair e assim Eliseu tornou-se seu sucessor. O milagre da divisão das águas do rio Jordão mostrou para Eliseu que o Deus que estava com Elias, estava com ele (2Rs 2.14).


Eliseu retorna para Jericó e Betel e seus milagres confirmam que ele era o sucessor de Elias.

O profeta Elias foi, mas, Deus permaneceu.


Eliseu representa os sucessores de Jesus Cristo. Eles após a partida de Jesus receberam o Espírito Santo (At 2).


A ascensão de Jesus, evento que celebramos nesse dia 26 de maio de 2022, nos traz a memória o fato de que Jesus subiu ao céu, mas, Deus não se ausentou da história humana. Desde sempre, assim como foi com Elias e Eliseu, pela sucessão de dons nas mais diferentes épocas do mundo, os propósitos de Deus foram e são realizados.


Muda-se a geração, mas não muda o Deus das gerações e que age em meio às gerações ocupado em salvar todas as gerações. E para realizar esse intuito, há sempre uma ou duas porções do Espírito, afinal, a promessa de Jesus continua sendo cumprida: “...recebereis poder, ao descer sobre vós o Espírito Santo, e sereis minhas testemunhas ...” (At 1.8). Amém!





Rev. Edson Ronaldo Tressmann

19 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo