Buscar
  • PENSE NISSO Teológica

Uma Nação Feliz

Como é feliz a nação que tem o Senhor como Deus, o povo que ele escolheu para lhe pertencer!

O versículo acima é do salmo 33, versículo 12. Eu tenho acompanhado bem de perto os assuntos sobre a política brasileira. No entanto, eu gosto de ver as reações que partem de quem está aqui embaixo, isto é, o povo, cada um de nós. O facebook escancara tais reações: publicações aqui, ali, acolá, posições, outras posições, rebates, acusações, calúnias, xingamentos, etc. Tudo para defender o x ou y e assim por diante, talvez um pouco mais: para defender ideias que carregamos. Certa vez, um jovem médico resumiu sobre o desejo de destruir que existe no ser humano: algo que não termina, ele é apenas controlado, está sempre latente, mostrando seus rugidos. Assim expressou o médico e futuro pai da psicanálise, Sigmund Freud, ele tratava sobre o assunto da guerra. Para ele, o desejo da morte, eliminar o outro, é parte do ser humano. E esse mesmo desejo escapa por alguns caminhos: palavras, xingamentos, opiniões para fins de ataque. Racionalmente falando, Freud acertou, o ser humano é destrutivo, corrosivo para o real. Basta perceber o comportamento do homem quando o assunto é política, enfim, eu tratei em linhas anteriores, mas a opinião contrária é como um vasto espaço cheio de minas, um passo e tudo explode, uma palavra contrária e tudo explode.

Certa vez o meu velho pai me disse: "a política com muitos partidos é preocupante." Sabe que é verdade! É sinal de que as coisas não andam bem, que a grande engrenagem da política está com problemas: divergências de ideias, corrupção corroendo sua estrutura, troca de favores e cargos e assim por diante. A política não fica plena porque o homem falha, denigre o que faz. E os partidos brotam como bolhas em uma água quente, um atrás do outro, causando ondas em todo o tecido político. E assim é a nossa política, assim é a política dos homens, sempre em uma grande tensão em sua fina e frágil camada.

Caramba! Em cada palavra escrita tem o eco de Freud, ele nos avisou sobre os homens e seus impulsos: latência destrutiva, latência destrutiva...

Homens com suas políticas são homens dirigidos por seus desejos desgovernados, assim é a humanidade. Pode ser direita, esquerda, centro, pode ser qualquer um! Todos são destrutíveis, todos são. Quando o ser humano está na frente de tudo, tudo termina desastrosamente. Política humana é política quedada.

Senhor como Deus! Feliz é a nação! Porque é no Senhor que está a retidão que o ser humano precisa. Em Deus não há partido ou ideia, tudo é Ele e somente ele. Em Deus não existe falha ou erro, seu poder é único e maravilhoso. Feliz a nação que é dele! Crer em Cristo é o caminho, em Jesus temos acesso ao verdadeiro Deus e Criador. Bem- aventurado é o povo que é guiado por Cristo, suficiente Deus. Percebam, leitores, como as palavras apresentam novos contornos quando as mesmas são guiadas por Cristo Jesus. Enquanto temos uma política empanturrada de partidos, em Jesus temos tudo o que uma nação precisa: perdão, salvação e vida eterna. Enquanto estivermos neste mundo, oremos para que a misericórdia de Deus guie os governos do mundo, que Jesus Cristo esteja levando eles de acordo com sua santa vontade. Somente Jesus pode governar, guiar com sua única autoridade. O governo humano é sombra, é pecado e perdição. Não precisamos defender com unhas e dentes o partido x ou o governo y, mas testemunhar que Jesus é a verdadeira autoridade, autoridade ornada na dor do madeiro, autoridade entregue para nós, sua nação.


Rev. Artur Charczuk

11 visualizações
 

Receba Mensagens Cristãs Diariamente no Whatsapp. Adicione e peça (53) 99901-4822

  • Facebook
  • Instagram
  • Twitter

© 2020 by pensenissoteologica.com. Todos os direitos reservados