Somos santos? Somos santos!

Leia em sua Bíblia Jó 9.1-35


“O sabão não pode lavar os meus pecados; o sabão mais forte não pode limpar o mal que cometi” (v.30).


Quando você diz ou ouve o Credo Apostólico, o que você pensa na parte que diz “creio na santa igreja cristã – a comunhão dos santos”? Quem são esses “santos” e que comunhão é essa?


Na verdade, o hífen (-) colocado ali explica que a santa igreja cristã é igual (=) à comunhão dos santos. O hífen quer dizer “que é” ou “isto é”.


Essa comunhão dos santos não é simplesmente, como muita gente pensa, aquele grupo que já está na bem-aventurança do céu, ou os que foram considerados santos por obras especiais, como os “santos” que são lembrados no dia de hoje.


Lutero dizia que até uma criança sabe dizer o que é a comunhão dos santos – é o conjunto das pessoas que seguem a voz do Bom Pastor Jesus. Santos não são pessoas sem pecados, mas sim os pecadores que confiam em Jesus e são purificados por seu sangue.


Jó sabia que não era santo, pois diz que “o sabão não pode lavar os meus pecados; o sabão mais forte não pode limpar o mal que cometi”. Mas o mesmo Jó que diz no versículo 33 não haver juiz entre ele e Deus, diz mais tarde com toda a confiança: “Pois eu sei que o meu defensor vive; no fim, ele virá me defender aqui na terra” (Jó 19.25). Jó sabia que o defensor viria um dia. E ele veio – Jesus!


Somos santos? Não, somos pecadores. Somos santos? Sim, pela fé em Jesus somos feitos santos diante de Deus e pertencemos à comunhão dos santos por causa da santidade de Jesus, dada a nós desde o nosso batismo, que nos lavou de nossos pecados.


Oração: Senhor, graças te damos porque pelo sacrifício do teu Santo Filho Jesus por nós podemos hoje, pela fé nele, ser parte da comunhão dos santos. Ajuda-nos agora a viver uma vida santificada, guiados e fortalecidos por teu Espírito, na Palavra e Sacramentos. Amém.




Rev. Me. Leandro D. Hübner

9 visualizações0 comentário