Receba Mensagens Cristãs Diariamente no Whatsapp. Adicione e peça (53) 99901-4822

© 2020 by pensenissoteologica.com. Todos os direitos reservados

 
Buscar
  • PENSE NISSO Teológica

Sal sem gosto, luz sem vida

Mateus 5.13-20


Querido irmão, imagine a seguinte cena: você convidou toda a sua família para uma grande festa. Você está feliz e quer compartilhar esta alegria com as pessoas que você ama. Durante os dias anteriores você preparou toda a sua casa, arrumou, comprou tudo o que precisava, confirmou os convites com seus familiares, pensou e repensou como faria tudo no dia. Chegado este dia, você prepara a mesa: talheres, pratos, panelas, espetos, bebidas... Tudo certo, você pensa. Chega o momento dos convidados começarem a chegar, você acende o fogo na churrasqueira, a bebida já está gelada, sua família está feliz ali preparando todas as coisas. Então você está, com todo o cuidado, preparando a carne que será servida: uma bela costela, com mais um tanto de picanha que está no ponto, linguicinha e todos os aperitivos que o momento pede.


E quando finalmente chega o momento, todos estão felizes, reunidos ao redor da mesa, você conduz a oração de gratidão a Deus, as pessoas se sentam e começam a se servir. De repente, você nota que o rosto das pessoas não expressa mais a alegria de antes. E antes de perguntar o motivo, você prova a carne servida e descobre que esqueceu de colocar sal.


Ou então uma outra cena, você trabalhou o dia inteiro e à noite está caindo um verdadeiro temporal. Você chega em casa preocupado com a ventania que está acontecendo e você quer conferir se todas as janelas e portas estão fechadas e se está tudo certo em sua residência. Abre a porta e acende o interruptor. Nada. Sem luz. E agora, o que vamos fazer? Nada. Não há o que fazer.


Sal e luz sempre foram importantes para o ser humano, e quando Jesus usa estes dois elementos para falar da fé, ele os compara com a vida de fé dos cristãos:


Vós sois o sal da terra; ora, se o sal vier a ser insípido, como lhe restaurar o sabor? Para nada mais presta senão para, lançado fora, ser pisado pelos homens... 14 Vós sois a luz do mundo. Não se pode esconder a cidade edificada sobre um monte; 15 nem se acende uma candeia para colocá-la debaixo do alqueire, mas no velador.


1 – Cristão é sal da terra


Ser sal da terra é uma tarefa importante, pois se não houver sal, não há como comer diversos alimentos. Mais do que isso, os antigos utilizavam o sal para preservar os alimentos, pois não existia refrigerador. O sal acrescenta gosto e sabor ao alimento da mesma forma que a vida do cristão deve acrescentar um gosto diferente na vida das pessoas por refletir o amor de Jesus.


O mundo certamente já estaria perdido se não houvesse o sal que os cristãos trazem. Tantos caminhos e tantas opções para seguir uma vida sem sabor que nos é oferecido que muitas vezes nós esquecemos destas palavras de Jesus. Vejam: hoje uma das grandes dificuldades nos relacionamentos são as mídias sociais, computadores e celulares. As pessoas estão lado a lado mas não conversam, não se olham nos olhos, não experimentam o amor um pelos outros. E nas mídias tão adoradas e seguidas, só encontram ódio e resistência às palavras de Salvação oferecida por Jesus.


Ser sal é estar neste meio e trazer um “quê” diferente, uma palavra, uma ação, uma atitude... que só é possível por aqueles que estão debaixo do amor de Jesus! O mundo esqueceu o que é isso, tornou-se sem sabor, não serve mais para a verdadeira vida. Está pronto para ser pisado e jogado fora.


2 – Ser luz é refletir Jesus.


Ao mesmo tempo em que Jesus diz sermos a luz do mundo, ele aponta para si mesmo e afirma: “EU sou a luz do mundo”. Ser luz neste mundo perdido em trevas é sofrer a opressão da escuridão, pois é para isso que ela serve, afastar as trevas, iluminar o caminho por onde andamos. Vocês já experimentaram caminhar por uma estrada de interior sem iluminação em noite de pouca lua? É horrível, você não sabe se tem buraco, ou pedra debaixo dos pés. O ser humano não conseguiria sobreviver se não tivesse a luz para iluminar o caminho.


Mas a luz é mais do que simplesmente algo que ilumina o caminho: a função principal da luz é trazer vida. As plantas vivem por causa da luz e o todo o resto do nosso planeta só existem por causa da luz. Da mesma forma podemos dizer que só existimos por causa de Cristo, que é quem nos dá vida. E a nossa vida eterna está inteiramente nas mãos dele, banhadas de uma luz eterna, que não fere, não queima, mas brilha mais do que todas as coisas.


Ser luz hoje no mundo atrai a escuridão. Fazer o bem é doloroso muitas vezes, mas como Jesus diz, não se pode esconder a luz, ela existe para brilhar. Aquele que tem Cristo no coração conhece a fonte de toda a luz e por isso brilha.


Querido irmão, Jesus é a verdadeira luz, ele é quem traz gosto e sabor para as nossas vidas pois quando venceu a morte na cruz ele conquistou a vida verdadeira, cheia de cor e sabor, que dura para todo o sempre. Ainda lutamos contras as trevas, ainda somos tentados a viver em um mundo sem sal e sem vida, mas com Cristo ao nosso lado, seremos com certeza mais do que vencedores. Que assim ele conceda a você! Amém.



Pastor Egon Griesang

7 visualizações