Os dois atos de Tomé

Meus amigos: os discípulos estavam escondidos em casa, com muito medo de serem julgados pelo povo. Mas é interessante lembrar que Tomé não estava lá quando Jesus apareceu para os seus discípulos. Ele não viu o Senhor no primeiro momento como os discípulos viram. Jesus veio até eles para restaurar a fé dos mesmos. Estavam completamente incrédulos diante da situação. E eles viram o Senhor e se alegraram com sua presença, Cristo trouxe para eles tudo o que eles precisavam, ou seja, esperança para continuarem com o anúncio do evangelho.

Alegres, eles foram contar para Tomé sobre a maravilhosa notícia, Jesus está vivo, o sepulcro está vazio. Mas eis que vemos o primeiro ato de Tomé: incredulidade. Ele não creu no Salvador, aliás, ele somente creria se visse Jesus e tocasse em suas feridas.

Oito dias se passaram e os discípulos estavam reunidos e com eles estava o incrédulo Tomé. Claro, vale ressaltar que, humanamente falando, Tomé também estava com medo, apavorado com tudo que estava acontecendo, enfim, no entanto o quadro incrédulo de Tomé muda, o segundo ato começa a se revelar, o Senhor está no meio deles. Tomé o vê, Jesus oferece suas feridas para ele tocar, o que resta das palavras de Tomé são: "Deus meu e Senhor meu." Segundo ato revelado, temos um outro Tomé, um Tomé que confessa a Jesus. Que mudança! A fé dele foi devolvida por Jesus. Tomé, antes confessando a si próprio, agora acerta o alvo, Jesus Cristo, o Filho de Deus.

Eu estava pensando: como é comum a gente ouvir por aí, né: sou que nem Tomé, só acredito vendo! O segundo ato de Tomé, pelo menos eu nunca ouvi por aí. Sim, meus leitores, o primeiro ato de Tomé revela a natureza humana, mostra o ser humano tal como ele é, tal como somos. Precisamos ver para crer! Duvidamos de tudo, duvidamos de Deus. Em síntese, é o pecado que carregamos. Mas vejamos o segundo ato de Tomé, temos Tomé que redireciona sua confissão, ele não está mais no centro, é simplesmente Jesus, o Deus que ressurgiu da morte. Meu Deus e Senhor, palavras que revelam o homem dependente do Criador. Oremos continuamente meus irmãos, oremos para o Espírito Santo para que nossas vidas sejam moldadas pela confissão. Por meio da confissão, o ser humano, por meio do próprio Jesus, adquire perdão, salvação e uma vida com Deus. O primeiro ato é o mundo e suas contradições, mas o segundo ato leva o indivíduo para o caminho certo, reto, ou seja, Cristo Jesus, o Deus que ressuscitou.

O primeiro ato de Tomé revela que o ser humano necessita confessar a Cristo como seu suficiente Deus e Senhor. Sendo assim, amigos: que Jesus esteja em todos os nosso atos, seja ele o nosso ato, ato de Deus em nossos pequenos atos, atos que precisam do cuidado de Cristo Jesus.


Rev. Artur Charczuk

29 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
 

Receba Mensagens Cristãs Diariamente no Whatsapp. Adicione e peça (53) 99901-4822

  • Facebook
  • Instagram
  • Twitter

© 2021 by pensenissoteologica.com. Todos os direitos reservados