Receba Mensagens Cristãs Diariamente no Whatsapp. Adicione e peça (53) 99901-4822

© 2020 by pensenissoteologica.com. Todos os direitos reservados

 
Buscar
  • PENSE NISSO Teológica

O peso dos céus sobre Atlas

Na mitologia grega, Atlas, também chamado de Atlante, foi condenado por Zeus a sustentar os céus por toda eternidade, isto é, ele teria que carregar o mundo sobre os seus ombros. Tudo isso aconteceu porque Atlas se juntou com os chamados Titãs, forças favoráveis à desordem e o caos. O objetivo deles era atacar o Olimpo, morada dos deuses gregos, e travar um combate contra Zeus e os demais defensores do Olimpo. Os mesmos eram tidos como a força da ordem. Atlas foi um grande participante da batalha, mas ele e os titãs perderam para Zeus e os deuses Olimpo. Como punição, os titãs foram aprisionados e Atlas, como já mencionei, sofreu o castigo de carregar os céus.


Com tal castigo, Atlas passou a ter uma conotação de sofrimento ou portador. Tudo porque ele deveria carregar o peso do mundo sobre si, um peso incalculável. No entanto, é possível fazermos uma aproximação da mitologia grega com a realidade do ser humano: quem nunca sentiu o peso do mundo sobre as suas costas? Um peso incalculável? Com uma sensação de que os joelhos serão dobrados. Sim, certamente, em alguma etapa da vida o leitor já sentiu o peso do mundo, ou, quem sabe, está sentindo. E esse peso vem por inúmeras situações: problemas, ansiedade, cansaço, dificuldades na família e no trabalho, em síntese, a figura do Atlas transforma o coração humano em uma grande pedra, fria e pesada devido os tantos desafios da realidade.


Entretanto, deixando de lado os personagens humanos e fictícios, olhemos para a verdade, olhemos para Jesus Cristo. Nosso verdadeiro Deus e Senhor, um Deus que retira todo o peso, que acolhe todo o tipo de tristeza. O relato da criação do homem no livro de Gênesis nos mostra que, no início de tudo, o homem foi criado para ser feliz, para não ter os pesos do mundo. Todavia, a entrada do pecado do mundo mudou o que era para ser maravilhoso, alegre, sem dor, sem peso, etc. A condição do pecado tornou o mundo pesado, com seus fardos e desafios. Mas a cruz é a luz do fim do túnel, Jesus Cristo é a nossa fonte inesgotável de misericórdia e compaixão, o Deus que se humanou para nossa redenção e perdão. Jesus que suportou o peso do mundo para salvar à humanidade pecadora.


O peso não está sobre Atlas, mas está sobre Jesus Cristo. O Filho de Deus que nos auxilia a suportarmos o mundo e o seu peso. Jesus está comigo, contigo, com todos nós, com o seu perdão, salvação e vida eterna. Jesus é a certeza de que a culpa foi apagada, nosso suficiente salvador jamais desampara os seus. Cristo é o caminho da vida, nele há plenitude de alegria, delícias perpetuamente e, inclusive, o fim do peso do mundo.


Rev. Artur Charczuk

17 visualizações