top of page
Mulher orando

Mensagens

O pecador revestido


Gênesis 3:21 – Fez o Senhor Deus vestimenta de peles para Adão e sua mulher e os vestiu.


Adão e Eva caíram em pecado, desobedecendo às instruções do Criador. E agora, o que fazer? Então, Cristo resolveu tomar “sobre Si a culpa e a ignomínia do pecado”, atingindo “as profundidades da miséria para libertar a raça que fora arruinada” (Patriarcas e Profetas, p. 63).


Assim como não há senão um só Deus, também não há senão um só caminho que a Ele conduz. Desde o princípio até o fim do mundo, todos os filhos de Deus em peregrinação para o Céu não se apoiaram senão em um único ponto de apoio, e todos os que atravessam o oceano da vida não chegam ao porto do descanso eterno senão guiados por uma única bússola. Essa bússola e o único caminho é Cristo. O caminho rumo ao Céu começou lá no Éden.


Se o Jardim do Éden foi testemunha do triste espetáculo da inocência perdida, ele testemunhou também um espetáculo muito maior, o da inocência restaurada. O caminho do Céu lhes foi mostrado por Jesus, sob as mais vivas cores. As túnicas feitas por Deus para nossos primeiros pais, com as quais os cobriu, eram um anúncio das boas-novas. Na hora da angústia, Deus veio em seu socorro, fez-lhes túnicas de peles e os vestiu.

Será que já pensamos detidamente no significado dessas vestes? Não foi simplesmente para dar abrigo aos seus corpos desnudos. O sentido é muito mais extenso. Elas representam a vestidura da justiça oferecida por Deus aos homens para lhes garantir a salvação.


Observamos também que, no Éden, foi derramado o sangue da vítima inocente e que um cordeiro, que nada tinha que ver com o pecado de Adão, teve que curvar-se sob o golpe da morte. Entendemos, ainda, que a primeira gota de sangue a manchar a terra e o primeiro gemido de agonia que se ouviu proclamaram de modo significativo que o salário do pecado é a morte e que sem derramamento de sangue não há remissão de pecados.

Como é admirável a simplicidade dessa figura! Jamais poderemos exprimir a extensão e a profundidade da verdade que ela transmite. Esse é o caminho do evangelho e a estrada da salvação. Nela está implícita toda a doutrina da cruz. Essa estrada teve início no Éden perdido e terá seu fim no Éden restaurado. Caminhemos por ela com as vestes espirituais da justiça e da santidade.


Vamos orar?


Pai, a Tua palavra diz que o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna em Cristo Jesus, nosso Senhor. E nós confiamos, Pai, na Tua graça, suficiente para nos salvar. Por isso, O aceitamos como Salvador pessoal. Em nome de Jesus, amém!


Pr. Amilton Menezes

12 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page