Buscar
  • PENSE NISSO Teológica

O estalar de dedos e o estalar da rocha


Preciso pedir desculpas, pois este texto contém spoilers. Depois de olhar o filme Vingadores Ultimato, eis que brotam conexões com verdades cristãs consoladoras. E, da mesma forma, também peço desculpas aos que nem sequer sabem que existe este filme e não vão entender a conexão, mas creio que entenderão a mensagem.

A drama do filme gira ao redor de um estalar de dedos do vilão Thanos, que usando todas as jóias do infinito, simplesmente aniquilou metade do universo. A luta dos heróis é não apenas destruir o vilão, mas de resgatar tudo que havia sido aniquilado. Bem, agora vem o spoiler. Preciso dizer que os heróis conseguem juntar todas as joias do infinito e, também em um estalar de dedos, conseguem restaurar a parte do universo que havia virado pó: desde seus familiares, até amigos e a própria natureza. E agora tem mais um spoiler para quem ainda não assistiu: alguém precisou entregar a vida para que todo o universo fosse salvo do seu pior inimigo, o temível Thanos.

Este estalar de dedos que resultou na restauração de todo o universo que estava aniquilado me fez lembrar de um outro estalo. Imagino os estalos da enorme rocha que fechava o túmulo de Jesus. Aquela enorme pedra guardava a morte. Mas ela estalou, rolou, foi removida. E da morte ressurgiu o Salvador! E “isso é a garantia de que os que estão mortos também serão ressuscitados” (1 Co 15.20). O estalo do túmulo de Jesus é a garantia da restauração do universo, a qual já podemos experimentar pelo seu perdão e consolo, mas que desfrutaremos de forma plena quando ele voltar como Rei dos reis.

Nossas famílias sofrem ou já sofreram porque alguém muito amado que foi aniquilado pela morte. Aqueles braços que abraçavam viraram pó. Aquela voz, aquele rosto, aquele jeito de ser virou pó. Mas precisamos lembrar que a pedra do túmulo de Jesus estalou. A morte foi vencida. O universo já começou a ser restaurado. É só uma questão de tempo para que todos os que foram lavados pelo sangue do Salvador voltem à vida e vida perfeita, mesmo depois de terem virado pó. Afinal, quem garante é ele: “e porque eu vivo, vocês também viverão” (João 14.19). E então vamos abraçar, beijar e festejar com aqueles que hoje sentimos muita falta.

Então fica a dica: o estalar da rocha que guardava o túmulo de Jesus garante a restauração de todo o universo. Ele entregou sua vida, foi sacrificado, mas foi ressuscitado, é Deus vivo e tem todo o universo e suas joias em suas mãos. Perdoem-me pelos spoilers. Mas se puderem, assistam o filme com este olhar cristão. É consolador.


Pastor Bruno Serves

0 visualização
 

Receba Mensagens Cristãs Diariamente no Whatsapp. Adicione e peça (53) 99901-4822

© 2020 by pensenissoteologica.com. Todos os direitos reservados