top of page
Mulher orando

Mensagens

E o meu milagre?


II Coríntios 12:9 – Então Ele me disse: A Minha graça te basta, porque o poder se aperfeiçoa na fraqueza. De boa vontade, pois, mais me gloriarei nas fraquezas, para que sobre mim repouse o poder de Cristo.


Paulo fora um operador de milagres. As orações dele abalaram o cárcere filipense e salvaram a si mesmo e ao carcereiro. Ele expulsava demônios e curava os enfermos. Na tempestade do Mar Mediterrâneo, suas orações protegeram a todos os que estavam a bordo.


Milagres para os outros, mas não para mim mesmo, Paulo poderia ter pensado. Três vezes pediu ao Senhor que o libertasse de sua “enfermidade”. Três vezes Deus disse “não”.

Nenhum milagre para o operador de milagres! Isto o colocava em desvantagem? Ele pensava que sim. Via-se a si mesmo como mais eficiente, mais eficaz se fosse libertado desse impedimento. Mas o que pensava Deus? Ele baseava o poderoso testemunho de Paulo em sua necessidade de dependência dEle.


Edward Shiflett agradece a sua perna de madeira por sua vida. Em maio de 1986 as tempestades afundaram seu barco no Golfo do México. Ele conseguiu agarrar-se a um suporte de flutuação. Guardas costeiros o salvaram dois dias depois. Eles o encontraram flutuando com o rosto para baixo, a perna natural recurvada sobre a sua perna artificial, a cabeça repousando sobre o ponto de apoio.


Tinha perdido a perna como resultado de um acidente de carro alguns anos antes. Pensava ser isso um flagelo. “Ressentia-me com a perda da minha perna, mas hoje posso agradecer a minha salva-vidas pela vida”, disse depois.


Paulo refletiu sobre a resposta negativa de Deus. Considerou o propósito divino nisto. Concluiu que aquele que poderia tê-lo desanimado como um “espinho na carne” tinha permitido a Deus dar-lhe maior força. O que parecia um estorvo que incapacitava, Deus transformou para Seu proveito.


Amigo ouvinte, quando você vir milagres para os outros, mas nenhum para você mesmo, lembre-se de Paulo. “Pelo que sinto prazer nas fraquezas, nas injúrias, nas necessidades, nas perseguições, nas angústias por amor de Cristo. Porque quando sou fraco, então é que sou forte” (v.10).


Reflita sobre isso no dia de hoje e ore comigo agora:


Pai, a Tua graça é suficiente. Não preciso de mais nada. Por favor, tome conta de minha vida – de todas as coisas. Inclusive aquelas que eu não entendo completamente. Em nome de Jesus, amém!


Pr. Amilton Menezes

18 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Não recue

Commenti


bottom of page