Buscar
  • PENSE NISSO Teológica

Dias de Inverno


Eis que no sul do Brasil o inverno finalmente deu o seu ar da graça. Inverno que, para alguns, é amoroso. Para outros, antipático. Amoroso frio para aqueles que curtem a cadeira ao lado do fogão a lenha, um bom vinho encorpado diante da lareira, o charme dos gorros, luvas e cachecóis. Ou para os amantes da bergamota no sol. Antipática estação gelada para os que brigam para sair das cobertas quentinhas, detestam sair nas garoas frias e sempre chegam na primavera com alguns quilos a mais. Coisas de inverno, amado por uns e desprezado por outros.

Nesta estação parece que a vida entra em estado de hibernação. A intensidade da vida é ofuscada pelos dias cinzentos do inverno. As pessoas, que no verão desfilavam felizes e sorridentes pelas ruas, agora andam sisudas e encolhidas, escondidas no meio de tanta roupa. À noite as ruas ficam desertas, sem vida. Apenas o frio ardente e o cheiro de fumaça das chaminés das lareiras e fogões a lenha que aquecem as famílias reunidas e encolhidas. Sinal de que, mesmo na hibernação do inverno, ainda existe um lugar aconchegante e quentinho, cheio de pessoas próximas umas das outras, algo difícil de se ver em outras estações.

A história de nossas vidas é recheada de dias de inverno. Dias cinzentos e frios, nos quais nos retiramos e nos recolhemos de nossos calorosos relacionamentos. A intensidade da vida dá lugar ao recolher-se e refletir sobre a vida ao lado de um fogão a lenha ou lareira. Refletir sobre a vida ameaçada pelo câncer, apagada pela depressão, assustada pelo desemprego, torturada pelas culpas, sofrida pelas aflições comuns da vida. Sem querer, a vida acaba hibernando. Hibernando dentro do próprio coração que procura repostas, perdão, ajuda e calor. Como alguém que já aguarda pela cheirosa e colorida primavera.

Há um Deus que conhece os dias de inverno. Melhor dizendo, há um Deus que nos ama mesmo nos dias de inverno. Seu amor aquece, acolhe, deixa as bochechas coradas. É Jesus. Deus que experimentou o pior inverno, o inferno. Morreu e ressuscitou para perdoar, salvar e estar presente também nos dias gelados e solitários. “Estou com vocês todos os dias, até o fim dos tempos” (Mateus 28.20). Sim, ele quer cuidar também dos seus dias gelados e lhe mostrar que a primavera é logo ali. Um dia os momentos gelados da vida se transformarão em floridos e perfumados dias de primavera, quando Jesus voltar e revelar a salvação que está preparada ao que nele crê.

Então fica a dica: a vida parece hibernar nos dias de inverno. Fãs do inverno aproveitam para curtir as gostosuras desta época e curtir a família ao redor do fogão a lenha. Os fãs do verão ficam aguardando os encantos da primavera, torcendo por raios de sol. Seja você fã do inverno ou não, desejo que o Espírito Santo aqueça seu coração com a Palavra do Senhor. Creia em Jesus para a sua salvação!


Pastor Bruno Serves

5 visualizações
 

Receba Mensagens Cristãs Diariamente no Whatsapp. Adicione e peça (53) 99901-4822

© 2020 by pensenissoteologica.com. Todos os direitos reservados