top of page

Convidado para a festa.


João 2:1 e 2 – No terceiro dia houve um casamento em Caná da Galileia. A mãe de Jesus estava ali; Jesus e Seus discípulos também haviam sido convidados para o casamento.


Entre todas as categorias de milagres que Jesus poderia ter escolhido para iniciar Seu ministério, Ele apostou na transformação da água em vinho numa festa de casamento. Talvez tenha feito essa opção porque o casamento seja uma das áreas da vida com mais carência de milagres.


A celebração, à moda do antigo Oriente Médio, deveria durar uma semana. Alegria, risos, conversas, lembranças, histórias, promessas, votos de felicidade, comida, vinho, muito vinho, todos os itens que caracterizam uma boa festa estavam presentes. Tudo parecia perfeito. Entretanto, a certa altura, o vinho secou. Sem vinho, a festa também chegaria ao fim. Não sabemos o que aconteceu. Talvez tenha comparecido mais parentes, amigos, convidados e “penetras” do que se esperava. Afinal, o casamento era um evento público. Quem sabe estivesse muito quente. Ou eventualmente a presença de Jesus tivesse atraído muitos curiosos. O fato é que, para embaraço dos noivos e de seus pais, a festava estava ameaçada.


Felizmente, os noivos tinham convidado Jesus. Apontando na direção de “seis potes de pedra, do tipo usado pelos judeus para as purificações cerimoniais”, cada pote cabendo entre 80 e 120 litros (v.6), Jesus falou para os garçons enchê-los de água. Depois, disse para levarem um pouco do vinho para o encarregado da cerimônia. Categoria superior, melhor que os produtos importados, o puro vinho surpreendeu a todos. As talhas vazias, símbolos do formalismo e do esgotamento da antiga religião judaica, agora estavam cheias de alegria, vida e felicidade. A festa podia continuar.


A vida humana em seus momentos mais felizes, como o casamento, pode se tornar árida e sem graça. A provisão de vinho, dinheiro, saúde, paciência, bondade, humor, beleza, charme e amor acaba-se no melhor momento. O estoque humano não é infindável. Nosso suprimento de felicidade é precário e vulnerável.


Nessas horas, o que devo fazer? Só há uma pessoa que pode encher as talhas de vinho novamente, um vinho melhor do que o anterior. Mas, para isso, você precisa convidar Jesus para seu casamento e fazer o que Ele mandar. Se você agir assim, pode servir o melhor vinho agora, em abundância, pois se acabar, Ele providenciará mais. Caso um dia falte “vinho” no seu lar, peça para Jesus fazer um milagre. Por isso, nunca deixe Jesus de fora de sua festa.




Pr. Amilton Menezes

13 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page