top of page

“... aos santificados em Cristo Jesus, chamados para ser santos...” (1Co 1.2)


A primeira carta aos Coríntios é o livro da Bíblia com mais conselhos práticos para a igreja.


A igreja em Corinto foi fruto do trabalho missionário do apostolo Paulo que perdurou 1 ano e seis meses (At 18.11). Logo após sair de Corinto e ir até Éfeso, enviou essa carta aos cristãos daquela cidade. Apesar de ser a primeira carta aos coríntios na Bíblia, não foi a primeira. Temos uma carta perdida de Paulo (1Co 5.9). Essa carta que temos em mão parece ser uma resposta de consultas que os coríntios fizeram ao apostolo Paulo após a sua primeira carta (1Co 7.1).


Problemas da igreja em Corinto chegou para Paulo através de Cloe. Essa irmã foi visitar Paulo em Éfeso e disse o que estava acontecendo em Corinto e o pior é que a igreja estava dividida.


Ler 1Coríntios 1.1-9


Os nove primeiros versículos mostra como Deus vê a igreja. Os versículos 10 - 31 é como o ser humano vê a igreja.


1Co 1.1-3: igreja é povo separado por Deus para Deus.


Igreja – eclesia - chamado para fora. Tirado das trevas e colocado na luz. Tirado do mundo para viver no mundo com os propósitos de Deus. O cristão vive em dois mundos (aqui e agora e espiritual - Ef 2.6).


A igreja não é minha, não é sua, não é nossa. Ela é de Deus (At 20.28). Podemos dizer: a igreja de Deus em Querência do Norte. Por ser de Deus, a igreja, o cristão, é chamada a santidade.


Quem crê em Jesus já é santo. Confessamos no Credo “comunhão dos santos”.


Ser santo é estar em Cristo. Ser santificado é viver em Cristo.


Ao escrever: “... aos santificados em Cristo Jesus, chamados para ser santos...” (1Co 1.2), parece uma contradição. Afinal, se é santo, porque se é chamado para ser santo?


Quem está em Cristo é santo, é chamado para andar em Cristo. Chegar e estar em Cristo é diferente de permanecer em Cristo. O desejo de Paulo é que as pessoas permaneçam em Cristo, “... aos santificados em Cristo Jesus, chamados para ser santos...” (1Co 1.2).


A igreja de Cristo é maior que nossa denominação, ela é muito mais que nossa igreja local. Ela é composta por aqueles que invocam o nome do Senhor (1Co 1.2). A igreja é como uma família grande, ou seja, tem pessoas espalhadas por muitos cantos.


O desejo de Paulo é que as pessoas permaneçam em Cristo, por isso destaca que a igreja é um povo enriquecido pela graça de Deus (1Co 1.4-6). Os separados por Deus para Deus são enriquecidos pela graça de Deus.


A palavra enriquecido (plutocracia) é referência a uma pessoa muito rica. Com isso, Paulo escreve que o cristão é uma pessoa rica. Aos Efésios Paulo escreveu: “Bendito o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, que nos tem abençoado com toda sorte de bênção espiritual nas regiões celestiais, em Cristo” (Ef 1.3). A riqueza dos cristãos está na Palavra, no conhecimento e nos dons espirituais (1Co 1.7; 2Co 8.7). A igreja em Corinto tinha todos os recursos para realizar a obra de Deus. E o que dizer da igreja em ...?


A igreja espera a segunda vinda Cristo (1Co 1.7). A volta de Jesus é que motiva a santidade da igreja – permanecer em Cristo. A igreja não pode perder de vista a segunda volta de Jesus Cristo que virá para julgar os vivos e os mortos. Enquanto aguarda, a igreja vive numa dependência da fidelidade de Deus (1Co 1.8,9).


Os problemas de vida não podem nos tirar das mãos de Deus e nos afastar do seu amor (Rm 8.35-39).


A Igreja têm problemas! Partidarismo, desvios morais, casamentos conturbados, avareza, uso errado dos dons, contendas, ...


Possivelmente alguns desses problemas são nossos. Basta pregar a Palavra de Deus e os problemas logo surgem. A igreja de Corinto a julgar pelos seus problemas nem parecia ser uma igreja cristã, por isso, ter uma igreja em Corinto era um milagre. Assim como é um milagre ter uma igreja aqui. Você é parte desse milagre, você vivencia esse milagre.


Paulo escreve à Igreja de Deus que está em Corinto (1Co 1.2a). Apesar da localização geográfica, a frase escrita por Paulo visa destacar que a igreja é de Deus. A igreja não é de Paulo, nem de Apolo e nem de Cefas, pessoas pelas quais as pessoas estavam divididas. A igreja é de Deus – você é de Deus – não deixe de permanecer em Jesus por causa dessa ou de outra pessoa e nem permaneça por causa dessa ou outra pessoa.


A Igreja tem problemas por ser formada por pessoas pecadoras. Todavia, é de Deus e só persiste por ser de Deus. Assim como confessamos no Credo: a igreja só é cristã e santa por causa da obra de Jesus Cristo - verdadeiro Deus e verdadeiro homem.


É preciso observar que conforme a Bíblia não há igreja com uma única pessoa. Essa ideia de ser crente sem a comunhão dos santos é diabólica. O próprio Jesus, cabeça da igreja, afirmou: “onde tiver dois ou três em meu nome, estarei ali junto com eles” (Mt 18.20).


Apesar dos problemas existentes - onde há Palavra e Sacramentos - há uma igreja e por meio da Palavra e dos Sacramentos - Deus age em prol daquela que é sua obra: a igreja. Em Corinto, em meio as muitas dificuldades dentro e fora da igreja, Deus trouxe a graça e pela graça transformou a vida de muitas pessoas. Por esse motivo, Paulo louva a Deus pela graça derramada em Corinto através do evangelho.


Há problemas na igreja? Não se afaste, permaneça em Cristo - você é parte da solução, afinal, você é igreja de Deus. E Deus que te chamou e te fez igreja – te enriquece com sua Palavra e conhecimento da sua graça e amor. Amém.





Pr. Edson Ronaldo Tressmann

11 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page