A mensagem da ressurreição pelo ressuscitado!


Lucas, o médico (Cl 4.14), ao escrever o evangelho precisava comunicar a respeito da ressurreição. Como? Talvez pedissem provas científicas, mas, sem nenhuma prova racional apenas descreveu o aparecimento do ressuscitado para as mulheres (Lc 24.10), para os dois discípulos que estavam voltando para casa (Lc 24.13-35), para Pedro (Lc 24.34), para os discípulos (Lc 24.36), e para muitas outras pessoas (Lc 24. 52).


As aparições de Jesus aos seus discípulos durante 40 foram essenciais, pois as mesmas ressuscitaram e firmaram a fé dos apóstolos. O invisível, o ressuscitado, tornou-se visível após sua ressurreição para ressuscitar e firmar a fé de homens fracos e covardes.


Os discípulos fugiram, abandonaram Jesus. Somente João permaneceu com Maria no momento da crucificação, os outros, estavam escondidos, cheios de dúvida e com medo quanto ao futuro sem Jesus.


As aparições do Jesus ressuscitado não foram importantes apenas para os discípulos. As aparições do Jesus ressuscitado foram necessárias para Lucas. Se como médico, amparado pela ciência, morreu acabou, agora em Jesus Cristo, ele soube que mesmo na morte haveria ressurreição.


Você saberia me dizer o motivo pelo qual Deus ressuscitou Jesus? Deve-se ao fato de Deus ter aceitado seu sacrifício na cruz. No entanto, o apostolo Pedro que é para as pessoas terem fé e esperança (1Pe 1.21).


Ter fé e esperança!


Será que os dois discípulos que estavam voltando para sua aldeia haviam perdido a fé e a esperança? Deduz-se isso pelas palavras ditas para Jesus enquanto não haviam reconhecido: “Alguns do nosso grupo foram ao túmulo e viram que realmente aconteceu o que as mulheres disseram, mas não viram Jesus” (Lc 24. 24). O testemunho das mulheres e o sepulcro vazio não foram suficientes para ressuscitar a fé firmar os discípulos na verdade da ressurreição.


Jesus ressuscitou para confirmar as Escrituras e nos levar a fé nas Palavras que por elas são anunciadas. Todavia, o grande ataque do inimigo é impedir que as pessoas creiam na mensagem evangélica da salvação (2Co 4.4).


Pelas Escrituras, Jesus quer abrir nossos olhos para sua pessoa e obra e, o intuito do inimigo, como escreveu Pedro, é devorar e impedir de ouvir e crer na pregação (Rm 10.17). Nesse sentido convém orar como Jesus ensinou: Santificado seja o teu nome. Venha o teu reino. Seja feita a sua vontade, assim na terra como no céu. Jesus sabe do perigo de não crermos, por isso, nos ensinou a pedir ao Papai do céu para que a Palavra de Deus seja ensinada clara e puramente. Jesus nos ensinou a pedir sabedoria para que o pregador estude e ensine a Palavra de Deus somente. Que Deus nos conceda o Espírito Santo para crermos, afinal, a fé é obra divina. Jesus ensinou a orar também para que Deus desfaça as coisas que nos atrapalham ouvir a Palavra de Deus e que nos fortaleça e preserva na Palavra e na fé.


Jesus quer abrir nossos olhos pelo seu jeito de fazer as coisas. Fisicamente Jesus não foi logo reconhecido pelos seus. Mas, o seu jeito único de partir o pão abriu os olhos daqueles dois discípulos. E, homens que voltaram para casa sem esperança na ressurreição, mesmo sendo tarde, retornam para Jerusalém a fim de testemunhar para os outros que já não haviam criado no testemunho das mulheres.


Cerca de 3 anos atrás um Sínodo Diocesano em São Paulo teve a ousadia de fazer uma pesquisa com a seguinte pergunta: Você crê na ressurreição dos mortos? A conclusão foi que 25% dos católicos em São Paulo colocam em dúvida ou não creem na ressurreição dos mortos.


Com essa pesquisa, a igreja refletiu sobre a importância de repensar sobre a integralidade do evangelho destacando a ressurreição como sendo a essência do evangelho.


Uma pesquisa indica que nos EUA, 29% das pessoas aceitam a reencarnação como verdade e dos católicos americanos 36% admitem essa crença.


A mensagem da ressurreição é o cerne da mensagem cristã. Crer na mensagem da ressurreição nos faz cristão. Dessa forma, o cristão não está preso a esse mundo, mas, firme na fé e na esperança da eternidade. Sem a ressurreição seríamos mais uma das tantas crenças.


Sempre houve obstáculos a mensagem da ressurreição, assim quando Paulo falou da ressurreição, alguns zombaram dele (At 17.32). Sacerdotes e guardas do templo ficaram furiosos com Pedro e João quando eles passaram a ensinar sobre a ressurreição (At 4.2). No tempo de Jesus, saduceus não criam na ressurreição e Jesus os fez calar a boca (Mt 22.32).


O apostolo Paulo escreveu que “se Cristo não ressuscitou, nossa pregação é vã” (1Co 15.14).


A mensagem da ressurreição visa fortalecer a fé e encher de esperança. Jesus fortalece a fé pela sua Palavra e no partir do pão. Amém!




Rev. Edson Ronaldo Tressmann

20 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo