A espada de Deus - afiada dos dois lados!



A tecnologia permite as pessoas terem muitos livros. Há aqueles que apesar da tecnologia possuem uma biblioteca com livros físicos.


Seja qual for a sua biblioteca – qual é o livro mais antigo?


A Bíblia é um livro antigo, mesmo que tenha sido impresso esse ano!


O vocábulo Bíblia não se acha no texto das sagradas escrituras. Consta apenas na capa. Como o novo testamento foi escrito na língua grega, a expressão Bíblia deriva de Biblos – papiro que dava origem a folha de papel e um rolo pequeno de papiro era chamado de Biblion.


O nome Bíblia foi primeiramente aplicado às sagradas escrituras por João Crisóstomo, patriarca de Constantinopla, século IV.


Mesmo que a expressão Bíblia não apareça dentro dos livros na Bíblia, o Espírito Santo intitula a mesma com muitos e belos nomes.


Dt 31.26 – livro da lei; Rm 1.16 – evangelho; Rm 1.12 - Sagrada Escritura; Sl 12.6 – Palavras do Senhor; Sl 19.7 – Lei do Senhor; Sl 40.7 – rolo; Sl 119.105 – Lâmpada; Is 34.16 – Livro do Senhor; Mt 21.42 – Escrituras; Mc 7.13 – Palavra de Deus; At 7.38 – Palavras da vida; Rm 1.2 – Sagradas Escrituras; Rm 3.2 – oráculos de Deus; Cl 3.16 – Palavra de Cristo; 2Tm 3.16 - Escritura Sagrada; 2Pe 1.21 – mensagem profética; Ef 6.17 – espada do espírito; Hb 4.12 – espada afiada; Jo 17.17 – verdade; Lc 11.28 – Palavra de Deus; Fp 2.16 – Palavra da vida;


O que distingue a Bíblia de outros livros é que seu autor, mesmo a obra sendo milenar, está vivo e deseja por sua Palavra dar vida eterna.


Cada vez que alguém lê um livro, o faz por algum motivo. Deus teve seu motivo em nos deixar sua Palavra e por sua Palavra ele fere e cura (Dt 32.39; 1Sm 2.6; Jó 5.18; Sl 147.3; Is 30.26). Para ferir, curar, matar e ressuscitar, a Bíblia é uma espada afiada dos dois lados. “Pois a palavra de Deus é viva e poderosa e corta mais do que qualquer espada afiada dos dois lados. Ela vai até o lugar mais fundo da alma e do espírito, vai até o íntimo das pessoas e julga os desejos e pensamentos do coração delas” (Hb 4.12).


O objetivo de Deus com a sua palavra viva, poderosa, cortante, separadora e critica é justamente dar o descanso que só Ele pode providenciar (Hb 4.9).


Entre tantos livros, as pessoas ignoram a Palavra de Deus. No entanto, há também o outro extremo, as pessoas manuseiam a Bíblia de maneira equivocada. Assim como fez o diabo ao tentar Jesus. É preciso cuidar, afinal, é uma espada afiada dos dois lados.


“Pois a palavra de Deus é viva e poderosa e corta mais do que qualquer espada afiada dos dois lados....” (Hb 4.12).


Ao usar esse símbolo de espada afiada, o Espírito Santo busca mostrar algo muito especial aos ouvintes e leitores da Palavra de Deus.


A espada de dois gumes era usada pelos soldados romanos. Essa arma facilitava a penetração profunda e uma morte rápida.


Uma espada afiada dos dois lados era usada para atacar e ferir mortalmente qualquer inimigo. Ver alguém com essa espada indicava que o mesmo estava preparado para se defender de qualquer ataque.


Dessa forma, ao destacar a Palavra de Deus como uma espada afiada dos dois lados, Deus demonstra seu poder de penetração no coração e sentimentos humanos (Ec 12.11; Is 49.2; Ap 1.16; 2.12; 19.15) e assim, causa ferimento e cura. A Bíblia é uma arma, a exemplo da espada de dois gumes, para ataque e defesa.


É preciso recordar que o diabo fez uso dessa arma para atacar Jesus. O salvador utilizou-se da mesma arma para vencer os ataques do inimigo. É preciso saber manejar a Palavra de Deus. Ela é a espada e precisa estar em mãos certas e ser usada de maneira adequada (Ez 28.3; 2Tm 2.15).


“Pois a palavra de Deus é viva e poderosa...” (Hb 4.12).


Viva e poderosa!


A Palavra produz vida, pois seu autor vive. Jesus disse: “As palavras que eu vos digo são Espirito e Vida” (Jo 6.63). Salomão disse: “convertei-vos pela minha repreensão: eis que abundantemente derramarei sobre vós o meu Espírito e vos farei saber as minhas palavras” (Pv 1.23).


Querido irmão e irmã em Jesus. Quando Deus em um de seus mandamentos nos instrui a descansar em sua Palavra, tendo um dia para culto, o fez na certeza de que a sua Palavra nos oferece e dá o que só ela é capaz de doar: vida.