A espada de Deus - afiada dos dois lados!



A tecnologia permite as pessoas terem muitos livros. Há aqueles que apesar da tecnologia possuem uma biblioteca com livros físicos.


Seja qual for a sua biblioteca – qual é o livro mais antigo?


A Bíblia é um livro antigo, mesmo que tenha sido impresso esse ano!


O vocábulo Bíblia não se acha no texto das sagradas escrituras. Consta apenas na capa. Como o novo testamento foi escrito na língua grega, a expressão Bíblia deriva de Biblos – papiro que dava origem a folha de papel e um rolo pequeno de papiro era chamado de Biblion.


O nome Bíblia foi primeiramente aplicado às sagradas escrituras por João Crisóstomo, patriarca de Constantinopla, século IV.


Mesmo que a expressão Bíblia não apareça dentro dos livros na Bíblia, o Espírito Santo intitula a mesma com muitos e belos nomes.


Dt 31.26 – livro da lei; Rm 1.16 – evangelho; Rm 1.12 - Sagrada Escritura; Sl 12.6 – Palavras do Senhor; Sl 19.7 – Lei do Senhor; Sl 40.7 – rolo; Sl 119.105 – Lâmpada; Is 34.16 – Livro do Senhor; Mt 21.42 – Escrituras; Mc 7.13 – Palavra de Deus; At 7.38 – Palavras da vida; Rm 1.2 – Sagradas Escrituras; Rm 3.2 – oráculos de Deus; Cl 3.16 – Palavra de Cristo; 2Tm 3.16 - Escritura Sagrada; 2Pe 1.21 – mensagem profética; Ef 6.17 – espada do espírito; Hb 4.12 – espada afiada; Jo 17.17 – verdade; Lc 11.28 – Palavra de Deus; Fp 2.16 – Palavra da vida;


O que distingue a Bíblia de outros livros é que seu autor, mesmo a obra sendo milenar, está vivo e deseja por sua Palavra dar vida eterna.


Cada vez que alguém lê um livro, o faz por algum motivo. Deus teve seu motivo em nos deixar sua Palavra e por sua Palavra ele fere e cura (Dt 32.39; 1Sm 2.6; Jó 5.18; Sl 147.3; Is 30.26). Para ferir, curar, matar e ressuscitar, a Bíblia é uma espada afiada dos dois lados. “Pois a palavra de Deus é viva e poderosa e corta mais do que qualquer espada afiada dos dois lados. Ela vai até o lugar mais fundo da alma e do espírito, vai até o íntimo das pessoas e julga os desejos e pensamentos do coração delas” (Hb 4.12).


O objetivo de Deus com a sua palavra viva, poderosa, cortante, separadora e critica é justamente dar o descanso que só Ele pode providenciar (Hb 4.9).


Entre tantos livros, as pessoas ignoram a Palavra de Deus. No entanto, há também o outro extremo, as pessoas manuseiam a Bíblia de maneira equivocada. Assim como fez o diabo ao tentar Jesus. É preciso cuidar, afinal, é uma espada afiada dos dois lados.


“Pois a palavra de Deus é viva e poderosa e corta mais do que qualquer espada afiada dos dois lados....” (Hb 4.12).


Ao usar esse símbolo de espada afiada, o Espírito Santo busca mostrar algo muito especial aos ouvintes e leitores da Palavra de Deus.


A espada de dois gumes era usada pelos soldados romanos. Essa arma facilitava a penetração profunda e uma morte rápida.


Uma espada afiada dos dois lados era usada para atacar e ferir mortalmente qualquer inimigo. Ver alguém com essa espada indicava que o mesmo estava preparado para se defender de qualquer ataque.


Dessa forma, ao destacar a Palavra de Deus como uma espada afiada dos dois lados, Deus demonstra seu poder de penetração no coração e sentimentos humanos (Ec 12.11; Is 49.2; Ap 1.16; 2.12; 19.15) e assim, causa ferimento e cura. A Bíblia é uma arma, a exemplo da espada de dois gumes, para ataque e defesa.


É preciso recordar que o diabo fez uso dessa arma para atacar Jesus. O salvador utilizou-se da mesma arma para vencer os ataques do inimigo. É preciso saber manejar a Palavra de Deus. Ela é a espada e precisa estar em mãos certas e ser usada de maneira adequada (Ez 28.3; 2Tm 2.15).


“Pois a palavra de Deus é viva e poderosa...” (Hb 4.12).


Viva e poderosa!


A Palavra produz vida, pois seu autor vive. Jesus disse: “As palavras que eu vos digo são Espirito e Vida” (Jo 6.63). Salomão disse: “convertei-vos pela minha repreensão: eis que abundantemente derramarei sobre vós o meu Espírito e vos farei saber as minhas palavras” (Pv 1.23).


Querido irmão e irmã em Jesus. Quando Deus em um de seus mandamentos nos instrui a descansar em sua Palavra, tendo um dia para culto, o fez na certeza de que a sua Palavra nos oferece e dá o que só ela é capaz de doar: vida.


Trazemos uma criança ou adulto, mortos diante do altar, e ao receberem o batismo, recebem a vida. A cada culto, chegamos destruídos pelo pecado e o perdão oferecido por Cristo em sua Palavra e Santa Ceia nos dá vida.


Pelo apostolo João, Jesus disse para a igreja de Pérgamo: Ap 2.16.


Infelizmente, a Palavra viva e poderosa tem sido usada por muitos para beneficio próprio para reivindicar aquilo que desejam ou pretendem. Ocupam-se de revelações humanas e ignoram as revelações a respeito de Cristo, que é o que de fato precisa ser comunicado. Afinal, em Cristo obtemos vida e paz com Deus.


Esse Jesus que a Palavra de Deus revela têm se tornado pedra de tropeço para muitos (1Pe 2.7-8).


A vida e a morte eterna estão na Palavra! Só ela, oferece e dá o que Deus deseja doar: vida!


Interessante que a expressão grega para julgar (críticos) aparece somente aqui em todo novo testamento. Lembro isso, apenas para enfatizar que muitas pessoas têm se tornando criticas a Palavra de Deus e aos que pregam a Palavra de Deus. E estão passando a viver suas vidas ignorando a verdade expressa num versículo: “Pois a palavra de Deus é viva e poderosa e corta mais do que qualquer espada afiada dos dois lados. Ela vai até o lugar mais fundo da alma e do espírito, vai até o íntimo das pessoas e julga os desejos e pensamentos do coração delas” (Hb 4.12).


Grande é o enigma que envolve a Palavra de Deus. Assim como têm edificado a muitos, ela também tem destruído milhares. A Palavra traz Cristo ao ser humano e leva o ser humano a Cristo, mas, como bem escreveu o apostolo Paulo: “a mensagem da cruz é loucura para os que se perdem e poder para os salvos” (1Co 1.18).


“Pois a palavra de Deus é viva e poderosa e corta mais do que qualquer espada afiada dos dois lados. Ela vai até o lugar mais fundo da alma e do espírito, vai até o íntimo das pessoas e julga os desejos e pensamentos do coração delas” (Hb 4.12).


A Palavra de Deus é tudo o que Deus diz. O que Deus fala é a verdade absoluta. São palavras que inquietam e ferem a alma. No entanto, a Palavra cura a alma com o perdão de Jesus.


A Palavra do Deus vivo é viva e poderosa. Como Deus anunciou pelo profeta Isaías, “ela nunca volta vazia” (Is 55.11). A Palavra de Deus têm um poder vivo, enérgico e ativo. Ela é adaptada para produzir efeito.


A Palavra de Deus é poderosa. Desperta consciência, alarma o medo, revela sentimentos secretos do coração. Essa Palavra faz o pecador tremer com apreensão quanto o julgamento vindouro.


A Palavra de Deus é uma espada afiada dos dois lados. Ela causa feridas que só podem ser curadas pela Palavra de Deus. Essa Palavra mata o pecador com a acusação da lei e o ressuscita com o evangelho. Quando a lei fere e mata (Rm 7.9), o evangelho ressuscita com uma nova esperança. A Palavra de Deus com sua lei derruba as convicções humanas de salvação. A Palavra de Deus com sua lei derruba as convicções humanas de perfeição. Assim como fez Jesus diante do jovem rico (Mc 10.17-22).


A Palavra de Deus nos coloca diante da impossibilidade humana: salvar-se. A Palavra de Deus coloca o ser humano diante da possibilidade divina: salvar-se.


“Pois a palavra de Deus é viva e poderosa e corta mais do que qualquer espada afiada dos dois lados. Ela vai até o lugar mais fundo da alma e do espírito, vai até o íntimo das pessoas e julga os desejos e pensamentos do coração delas” (Hb 4.12).





Rev. Edson Ronaldo Tressman

10 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo