top of page
Mulher orando

Mensagens

A bondade e a fé imperfeita


Isaías 26:4 – Confiai no Senhor perpetuamente, porque o Senhor Deus é uma rocha eterna.


Hoje quero falar um pouco sobre Rebeca. Rebeca significa “laço” ou “aquela que une”. Ela era filha de Betuel, filho de Milca, mulher de Naor, irmão de Abraão (Gn 24:15). Em um dia comum, ela desceu à fonte para buscar água, encheu seu cântaro e subiu. Foi então surpreendida pelo servo de Abraão que lhe correu ao encontro pedindo água. Rebeca não apenas serviu ao pedinte, mas deu de beber a todos os seus 10 camelos (Gn 24:10).

A água naquela época não era abundante e Rebeca precisava descer à fonte com o cântaro vazio e subir com ele cheio. Estima-se que em um cântaro caberia entre 12l e 15l e que cada camelo poderia beber até 100l de água. Portanto, exigia esforço atender ao pedido daquele servo e dar de beber não apenas a ele mas a seus animais. Portanto, Rebeca não era preguiçosa.


Depois de dar a conhecer a Rebeca e sua família toda a história desde a saída da casa do patriarca Abraão para buscar esposa para Isaque, Rebeca acreditou que Deus a havia escolhido para ser a esposa de Isaque e então, com fé perfeita em Deus, partiu. Não sabemos para onde nossas pequenas ações e escolhas diárias nos conduzirão. Um gesto de bondade levou Rebeca para mais longe, graças a sua fé, para se tornar a matriarca de Israel.

Rebeca e Isaque se casaram e ele a amou (Gn 24:67). Isaque orou insistentemente por sua esposa porque ela era estéril. Deus ouviu suas orações e ela concebeu gêmeos (Gn 25:21 e 24). Em resposta a sua própria oração, Deus disse a Rebeca que o maior serviria ao menor (Gn 25:23).


Rebeca amava muito a Deus. Ela estava atenta ao caráter de seus filhos como só uma mãe é capaz. Ela sabia que a primogenitura, ou seja, a liderança espiritual da família, jamais poderia ser concedida à Esaú, amante da satisfação própria, sem tolerar restrições e deleitoso na liberdade selvagem da caça. Por outro lado, Jacó amava a vida religiosa. Ele havia presenciado Abraão oferecer sacrifícios a Deus e ele queria essa herança. Rebeca sabia, desde o ventre, que Deus havia escolhido Jacó para o cumprimento das promessas feitas a Abraão. Temendo que Isaque concedesse a primogenitura a Esaú (Gn 27:1-4), Rebeca se precipitou e orientou Jacó a tomá-la pelo engano (Gn 27: 6-29). Após a descoberta, Esaú ficou furioso, Jacó precisou fugir e Rebeca nunca mais o viu.


Aquela moça linda, bondosa, trabalhadora e cheia de fé, vacilou. Não confiou na intervenção de Deus para cumprir Sua promessa de que o maior serviria o menor. Deus é sábio, fiel e Ele vela por Sua Palavra para que seja cumprida a Seu tempo e modo.


Como Rebeca, muitas mães tentam tomar as diretrizes do futuro de seus filhos e se esquecem de que eles pertencem a Deus e que Ele cumprirá Seus propósitos bem como Sua palavra. Crês tu nisso? Vamos orar?


Pai querido, me perdoa pela incredulidade e por ter uma fé vacilante. Me perdoa por todas as vezes que eu não soube esperar e que tentei controlar as circunstâncias, especialmente quando elas afetaram Teus planos para a vida dos filhos que me deu. Por Teu amor e graça, corrige o estrago que eu não posso reparar. Aumenta a minha fé, me ajuda a ser mais bondoso(a) e a confiar em Ti com uma fé perfeita! Em nome de Jesus, amém!


Pr. Amilton Menezes

19 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments

Couldn’t Load Comments
It looks like there was a technical problem. Try reconnecting or refreshing the page.
bottom of page