Receba Mensagens Cristãs Diariamente no Whatsapp. Adicione e peça (53) 99901-4822

© 2020 by pensenissoteologica.com. Todos os direitos reservados

 
Buscar
  • PENSE NISSO Teológica

Um homem chamado Nicodemos

Hoje temos diante de nós o fariseu Nicodemos. Ele era alguém muito importante dentro do grupo dos fariseus, dentro do próprio Sinédrio, ou seja, o tribunal dos antigos judeus. É importante lembrar que Nicodemos foi aquele que ajudou no sepultamento de Jesus, deu dignidade para o corpo de Jesus. Ao ler o texto de João 3. 1-17, temos Nicodemos que vai ao encontro de Jesus na parte da noite, claro, Nicodemos assim preferiu para não ser visto pelos demais membros do Sinédrio. Porém é uma cena que um tanto interessante, pois temos Nicodemos que vai ao encontro de Jesus, Nicodemos que sai das trevas e vai ao encontro da verdadeira luz, Jesus Cristo. Jesus é a luz do mundo, luz para os povos e nações. Nicodemos crê nos sinais de Jesus e faz tal afirmação para ele.


E Jesus assim responde para Nicodemos: “Em verdade, em verdade te digo que, se alguém não nascer de novo, não pode ver o reino de Deus,” (Jo 3.3). Nicodemos está confuso, ele acha que o nascer depende dos esforços humanos, ele está vendo a afirmação de Jesus literalmente. Tanto que Nicodemos pergunta: mas Senhor, como pode nascer alguém velho? Jesus continua: “Em verdade, em verdade te digo: quem não nascer da água e do Espírito não pode entrar no Reino de Deus,” (Jo 3. 5). O que Jesus quer aqui, meus irmãos, é que Nicodemos se desprenda de seu entendimento e compreenda que o novo nascimento é um ato de Deus. De que Jesus não é um profeta miraculoso, mas é o único Salvador. Mas o fariseu não compreende.


Tanto que Jesus fala: “tu és mestre e não entende estas coisas?,”(Jo 3. 10). Nicodemos não compreende o testemunho de Jesus, sua missão. Nicodemos não compreende o milagre operado pelo Espírito Santo. Quando Jesus fala sobre o nascer da água e do Espírito, ele cita o Santo Batismo. Batismo é o renascimento, isto é, o ser humano é retirado da sombra do pecado e acolhido pela família de Deus. Neste tempo de Quaresma, não só nele, é vital olharmos para a misericórdia de nosso Deus. O Batismo é o sacramento moldado pela misericórdia de nosso Deus, porque ele retira o ser humano das garras do diabo e da destruição total. Quando renascemos da água e do espírito, nova vida é dada para nós. Renascemos como propriedade de Deus. O batizado se torna cidadão do Reino Celeste.


Jesus é a luz do mundo, luz que ilumina nossas vidas. Todo aquele que não segue a Jesus, continua nas trevas, continua fechado em si próprio. Sendo assim, o batismo não deve ser esquecido, mas ele deve ficar bem forte na vida do homem. Ele é o nosso selo, nossa garantia de que somos propriedades exclusivas de Jesus Cristo. Embora estejamos nas trevas, Jesus vem até nós como luz, com sua misericórdia moldada pelo perdão, salvação e vida eterna. Assim como Nicodemos foi ao encontro de Cristo, assim nós também precisamos ser, pois em Cristo temos vida eterna. Em Jesus está o socorro que precisamos, porque grande é a sua misericórdia.



Rev. Artur Charczuk

14 visualizações