Um dia após os festejos de dia dos pais


Dia dos pais foi o dia das famílias estarem reunidas.


Onde há pessoas reunidas - há situações em que a unidade é ameaçada.


Um desentendimento, uma palavra mais áspera, uma opinião contrária com palavras exacerbada, ...


Não sei se é assim na família de vocês, mas, parece que é sempre a mesma pessoa que estraga a confraternização com seus famosos "pitis"


A Palavra de Deus destaca com propriedade que é "bom e maravilhoso" a união entre as pessoas.


Essa coisa boa e maravilhosa só não agrada o inimigo de Deus, dos cristãos e da igreja. E ele semeia por nossa natureza pecaminosa a discórdia, o desentendimento, as fofocas, as intrigas, desvia o canal do ouvido e dos olhos e faz a boca falar o que não ouviu e nem viu.


A unidade é fundamental. O grupo sempre está acima de mim e das minhas vontades. A equipe é maior e mais importante que a equipe.


Lucas, no capítulo 11 do evangelho registra duas lições sobre a importância da unidade e do espírito de equipe


Primeiro

Ao pedir para aprender a orar, um discípulo pediu: nos ensine a orar

Àquele discípulo pediu para que Jesus ensinasse o grupo - nos ensine


Segundo

Jesus diz que o reino das trevas não subsiste se estiver desunido ( Lc 11.18).

Nada resiste sem união e unidade.


A unidade e a união precisa prevalecer, mesmo quando ocorre situações em que tanto a unidade quanto a união estiver ameaçada. Vivamos unidos no Espírito para que o espírito de unidade e união prevaleça entre nós.


Jesus no jardim do Getsêmani orou pela unidade, pois sabe o quanto precisamos de Deus para nos manter unidos.


Em Jesus Cristo estamos unidos com Deus e chamados a viver essa união e unidade com as pessoas.





Rev. Edson Ronaldo TREssmann

12 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo