Sou muito ingênuo.


Sempre achei que aqui no Brasil a igreja seria perseguida de tal forma, que ela ficaria unida e cresceria ainda mais, como sempre aconteceu na história.


Achei que a perseguição aqui, aconteceria pelo fato de a igreja amar os não crentes, alimentar os famintos, curar os enfermos e principalmente por falar da Salvação em Jesus Cristo.


Por enquanto, isso não acontece. O que acontece é uma perseguição com deboche. A igreja é alvo de piadas sobre suas formas de culto, sobre sua hipocrisia, sobre sua idolatria política, sobre a forma com que aponta o pecado do mundo, sem reconhecer o seu próprio, sobre sua ganância de riqueza e poder.


O deboche é tão grande que até no GTA 5 (um jogo de vídeo game) o pessoal conseguiu fazer piada com a igreja.


Agora se a igreja fosse perseguida, por amar, servir e anunciar o Evangelho, certamente eu discordaria da perseguição e teria toda a certeza de falar que isso seria uma injustiça.


Mas, o atual deboche feito para a igreja no Brasil, não tem como dizer que é uma injustiça.


Por outro lado, a grande maioria, ainda, dos cristãos, continua agindo de forma fiel ao seu chamado de mensageiros do Evangelho. Essa grande maioria não está e nunca estará nas mídias ou noticiários, e que assim continuem.


Esses cristãos ainda choram com os que choram e sorriem com os que se alegram.


Independente do que aconteça no futuro, aqui neste mundo, será um tempo difícil para a fé cristã, isso é uma certeza bíblica, mas que não seja a própria igreja a causadora deste tempo difícil.




Rev. Lucas Pinz Graffunder

10 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo