Buscar
  • PENSE NISSO Teológica

Sobre a paciência

O natal está próximo e geralmente é um tempo em que as pessoas gostam de fazer uma espécie de retrospectiva de suas vidas: como foi? O que eu acertei? O que eu não acertei? O que fiz? O que não fiz? O que tentei? O que não tentei? Alegrias, tristezas, mágoas, sorrisos, parece que tudo vem à tona em nossas vidas no final de ano. Quantos projetos que pensamos e que não deram certo? Então, o ser humano vive uma sucessão de recomeços, de caminhadas que iniciam e reiniciam, novas iniciativas, alegrias e frustrações e assim a vida do homem vai acontecendo, é um prosseguimento, uma continuação.

E em um mundo cada vez mais veloz, somos tencionados a constantemente a rever os nossos focos, metas, números e assim vai a vida humana. Sempre algo para alcançar e alcançar e assim por diante. O ser humano quer ter o controle do sucesso em suas mãos, e, com isso, vemos pessoas com problemas de ansiedade, problemas no coração, jovens enfartando e assim as coisas vão acontecendo na vida do ser humano. No entanto, é interessante olharmos para Tiago, também conhecido como Tiago o Justo, ele apresenta Deus como um Deus de grande misericórdia, doador e compassivo, zeloso e hoje temos Tiago que fala sobre algo que é muito importante na vida do cristão, a paciência. Palavra que deriva de poupar. E temos Tiago que traz como exemplo a paciência na agricultura. O agricultor que aguarda, com paciência, o fruto da terra, porque o fruto não vem de imediato, o agricultor tem que ter paciência. Pois o fruto não depende só do agricultor, o agricultor planta, cuida, mas ele precisa do tempo, do Sol, da chuva, da terra para ter o plantio certo. O agricultor tem que ter paciência para que a safra venha.


A vida é assim, ela precisa de paciência, assim como o agricultor tem com o plantio. Nós também queremos plantar os nossos sonhos; nossas certezas; mas nada depende de nós para que as coisas aconteçam. Tudo ocorre de acordo com a vontade de Deus e de seu tempo. Nada está em nossas mãos, tudo está nas mãos de Deus. Contudo, quando o ser humano deseja pegar os planos com suas próprias mãos, o que é gerado é apenas ansiedade, impaciência, discórdia, afinal, o homem é pecador e não pode decidir as coisas que são de Deus, porque Deus age misteriosamente, isto é, de acordo com a sua vontade. Porque a vontade humana é só destruição e desacordo.


Mas o ser humano é convidado para ter fé, para ter esperança, para ter consciência de que a vontade de Deus é o único caminho, porque é o caminho justo e reto, como está expresso no salmo 146: “não confiem em príncipes, nem nos filhos dos homens, em quem não há salvação.” Nossas vidas devem estar direcionadas para Jesus Cristo, nosso suficiente Deus e Senhor. Sendo assim, confiar é ter paciência, é saber que o tempo de Deus está acima do meu e isto é o suficiente para a minha vida. Porque, acima de tudo, Deus concede para nós sua fidelidade, sua paciência para nós. E tudo se revela em Cristo Jesus, nosso Deus e Senhor.


Olhemos para Jesus, tamanha foi a sua paciência pelo ser humano. Tanto que ele foi até o final pela humanidade, por cada um de nós. Por meio de seu sacrifício, por meio de sua paciência, Jesus estendeu para nós os seus preciosos frutos: perdão, salvação e a vida eterna. Ser paciente é dizer: “Senhor, seja feita a tua vontade.” Que ele faça, realize tudo, isto é: “sede, pois, irmãos, pacientes, até à vinda do Senhor.”



Rev. Artur Charczuk

0 visualização
 

Receba Mensagens Cristãs Diariamente no Whatsapp. Adicione e peça (53) 99901-4822

© 2020 by pensenissoteologica.com. Todos os direitos reservados