Quaresma, uma música em tom menor

Desconheço gente que não gosta de música. Pode ser bandinha, gauchesca, rock, sertanejo ou samba. Não há quem resista às suas músicas preferidas. Logo o pezinho começa a bater no chão, a melodia é assobiada, o ritmo invade a mente. É interessante como a musicalidade tem o poder de nos influenciar, de nos convidar a dançar ou a ficarmos tristes, a nos inspirarmos ou a chorarmos.


As músicas “Do Fundo da Grota” do Baitaca, ou “Barco do Amor” dos Atuais, são convites para se alegrar, dançar e festejar. Já as clássicas do sul do Brasil “Desassossegos” de João Chagas Leite e “Pedacinho Do Meu Coração” da Banda Terceira Dimensão são músicas em um ritmo mais calmo, que convida a reflexão. O mesmo vale para quem ouve “Radio Ga Ga” do Queen e logo depois acaba ouvindo “Love Of My Life”, da mesma banda. Uma música nos convida a euforia, a outra nos convida a lamentar e a pensar.


Esta semana a música que rege nossas vidas mudou de tom. Saiu a Epifania, celebrada com alegria pelos cristãos, iniciada na visita dos magos do oriente ao menino Jesus. Agora entrou a música da Quaresma, em tom menor, cadenciada e calma. Epifania é festa pela manifestação do nascimento de Jesus. Quaresma é reflexão e tempo de desacelerar pelo sofrimento do Salvador e pela sua iminente ida ao Calvário. A troca desta playlist se deu na quarta-feira de cinzas. E assim a Quaresma, tocada em um ritmo cadenciado, irá nos convidar a pensar e refletir até a Páscoa.


"Voltem para o SENHOR, nosso Deus, pois ele é bondoso e misericordioso; é paciente e muito amoroso e está sempre pronto a mudar de ideia e não castigar”. Aí está o ritmo da música quaresmal, no livro de Joel, capítulo 2. A Quaresma nos convida a voltarmos ao Senhor. Sem hipocrisia. Sem falsidade. Sem desculpas. Sim, somos convidados a estarmos diante de Deus, colocando nosso coração na balança e assim confessar, ao som de música triste e em tom menor, que somos pecadores e que necessitamos de perdão.


Confesse suas culpas. Peça perdão. A vida pode ser diferente. Não precisamos remoer e alimentar culpas que alguém já as carregou em sua cruz. A música triste da Quaresma é um pano de fundo para o grande festejo da salvação, o domingo de Páscoa, quando Jesus ressuscitou e assim garantiu perdão e vida eterna.


Então fica a dica: volte para Deus. Ore pedindo um arrependimento verdadeiro. Ore pedindo perdão. Ore pedindo por transformação. Que a música calma e desacelerada da Quaresma nos conduza nesta transformação.




Pastor Bruno Serves

8 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
 

Receba Mensagens Cristãs Diariamente no Whatsapp. Adicione e peça (53) 99901-4822

  • Facebook
  • Instagram
  • Twitter

© 2021 by pensenissoteologica.com. Todos os direitos reservados