Qual é o dia para ser feliz?     



Na última semana o jornalismo gaúcho perdeu um grande escritor. David Coimbra. Amado por uns, nem tanto por outros. Suas crônicas faziam uma leitura da vida que, dentre concordâncias e discordâncias, convidavam a pensar na vida. E assim o fez em sua última coluna, no Jornal Zero Hora. Dentre relatos de dores e lutas contra um agressivo câncer, assim ele terminou seu último texto: “O que existe é o presente e, se o presente pode ser sorvido integralmente, a vida passa a ser boa. E ela é. A vida é boa”.

 

Não quero aqui entrar no mérito se David Coimbra era cristão ou não. Imagino que apenas o Senhor Deus saiba disto. Deixemos Deus ser Deus. Mas esta leitura da vida, feita por alguém que está diante de um fim iminente, precisa ecoar em nossos ouvidos. O recado foi dado. Sorver o presente. Agarrar o presente e, simplesmente, o viver. O amanhã ainda não existe.

 

Óbvio que isto não quer dizer que não precisamos planejar uma aposentadoria, cuidar da saúde a longo prazo ou investir na educação para ter um futuro melhor. Viver só o aqui e agora seria inconsequente. Mas viver o agora é necessário. Antes que bailemos no ritmo enganador de achar que a felicidade e a satisfação estão em um distante e inalcançável futuro.

 

Hoje é o dia de agarrar as bênçãos de Deus e saboreá-las. Agora mesmo! Não podemos deixar a riqueza da vida escorrer por dentre nossos dedos, sempre pensando que no futuro haverá um dia perfeito para ser feliz. Hoje é o dia de desfrutar da boa saúde que o Senhor nos deu. De abraçar os filhos e sentir seu cheiro enquanto eles estão em casa. De estar com quem amamos e somos amados. De não apenas aguardar a primavera, mas de saborear as delícias do frio, como a sopa da vovó, um chocolate quente ou, que tal, uma boa taça do vinho preferido?

 

Precisamos desacelerar. Acalmar as ansiedades que nos roubam do presente. Saborear a boa vida que Deus nos deu. Mesmo dentre espinhos e dores, as rosas existem. Triste seria chegar ao final da vida e perceber que os pais se foram, os filhos cresceram, a saúde já não é mais a mesma e tudo isto não foi vivido intensamente, pois sempre esperou-se um dia no futuro para ser feliz. Não seria o dia de hoje o dia perfeito que Deus nos deu para sermos felizes com suas bênçãos?

 

A Palavra nos diz em Eclesiastes 3.12: “Então entendi que nessa vida tudo o que a pessoa pode fazer é procurar ser feliz e viver o melhor que puder”. Claro, este conselho está dentro de um contexto. A ideia não é curtir a vida a doidado, de forma irresponsável. Mas de ser feliz e viver bem, agora mesmo, nesta curta vida que Deus nos deu. E uma forma excelente de aproveitar o dia de hoje para ser feliz de forma sábia e inteligente é aproveitar as oportunidades. De arrependimento e perdão dos pecados. De perdoar e ser perdoado. De ler a Palavra e orar. De não desprezar oportunidades de estar na Casa do Senhor. De fortalecer a fé em Jesus Cristo como o Salvador de nossas vidas. Mediante a fé, ele nos garante não um dia, no futuro, para ser feliz, mas toda a eternidade em sua felicidade.


Então fica a dica: qual é o dia ideal para ser feliz? Será um dia distante em um futuro incerto? Será o hoje que Deus nos presenteia cheio de bênçãos?

 

 

Pastor Bruno Serves

23 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo