Buscar
  • PENSE NISSO Teológica

Precisamos falar sobre o álcool

O friozinho de outono que já dá as caras aqui pelo sul do Brasil abre a temporada para as boas comidas quentes, como uma deliciosa vaca-atolada ou uma sopa de capeletti. Este friozinho ainda nos brinda com um bom vinho encorpado que aquece e é uma boa pedida para deixar o celular de lado e socializar com boas conversas com a família e os amigos. Agora, seja uma taça daquele vinho preferido ou aquela cervejinha de domingo no churrasco, precisamos falar sobre ele, o álcool.

O Centro de Informações sobre Saúde e Álcool (CISA) revelou dados a respeito do consumo do álcool no Brasil entre os anos de 2010 a 2017. De uma forma geral o consumo de bebidas alcoólicas teve uma redução de 11%, graças a leis pesadas como a lei seca e a proibição de vendas destas bebidas para menores de idade. O alerta fica para o chamado beber pesado episódico, o famoso encher a cara, que detona qualquer organismo, que subiu de 12% para 19% da população brasileira.

Porém o maior alerta fica para jovens e idosos. A maioria das internações por alcoolismo foram registradas com pessoas idosas, justamente as mais frágeis em sua saúde. A média nacional para o primeiro gole de álcool ficou na idade de 12 anos e, dentre a faixa etária dos 13 aos 15 anos, a média nacional de consumo de cerveja e destilados subiu de 50% para 55% dos jovens – e no Rio Grande do Sul subiu para 68%. É preocupante.

A Palavra de Deus não silencia sobre este assunto. Ela fala muito sobre o vinho, por exemplo, e até o registra como uma bênção de Deus: “fazes a terra produzir o vinho, que deixa a gente feliz” (Salmo 104.15). Em Isaías 25 o céu é comparado a um grande banquete, cheio “das melhores comidas e dos vinhos mais finos”. E aquele casamento em Caná, quando Jesus realiza seu primeiro milagre, transformando água no melhor vinho servido naquela grande festa? Sem falar na Ceia do Senhor, com pão e vinho. Nós cristãos, temos liberdade para fazer um bom uso do álcool, um uso consciente.

Porém nosso Deus nos alerta sobre o mau uso da liberdade em relação ao álcool. “Quem bebe demais fica barulhento e caçoa dos outros; o escravo da bebida nunca será sábio” (Provérbios 20.1). “Não se embriaguem, pois a bebida levará vocês à desgraça; mas encham-se do Espírito de Deus” (Efésios 5.18). Leia ainda em sua Bíblia Provérbios 23.29-30!

Precisamos cuidar da criação de Deus, de nossa saúde, da família e dos dons que Ele nos deu. A falta de controle em relação ao álcool pode ruir todas estas bênçãos. Pecadores que somos, precisamos de arrependimento e perdão. O sangue de Jesus garante perdão a todos aqueles que perderam o controle da sua liberdade e tornaram-se escravos da bebida alcoólica. É possível recomeçar com a ajuda do Espírito Santo.

Então fica a dica: cuidado com a bebida alcoólica. Faça bom uso da sua liberdade cristã. E, como nos revelam os dados da pesquisa, cuidemos de nossos filhos e filhas para que eles não percam esta liberdade.


Pastor Bruno Serves

10 visualizações

Receba Mensagens Cristãs Diariamente no Whatsapp. Adicione e peça (53) 99901-4822

© 2020 by pensenissoteologica.com. Todos os direitos reservados