Buscar
  • PENSE NISSO Teológica

Pix, oferta e gratidão

A tecnologia vem transformando a sociedade já faz algum tempo. E em tempos de pandemia a inovação tecnológica e sua utilização tiveram uma explosão considerável.


A novidade do momento é o pix, um novo sistema de pagamento online. Ele será lançado em novembro pelo Banco Central e promete revolucionar transações bancárias e pagamentos por aplicativos.


Á medida em que a tecnologia avança sobre instituições bancárias, parece-me que o dinheiro físico vai se tornando cada vez mais raro de termos em mãos.


Já vivemos o tempo do cheque, estamos no tempo dos cartões do crédito e débito, da compra online, do pagamento de contas e transferências bancárias por aplicativos e, pelo visto, logo estaremos migrando para a era do pix.


Claro, o dinheiro físico sempre estará em circulação, mas cada vez menos usado.


Quero chamar a atenção para algo muito importante dentro da vida cristã. Mesmo que o mundo financeiro migre para a era digital, algo precisa acontecer com naturalidade em nossas vidas: a oferta cristã, bíblica, proporcional às bênçãos recebidas de Deus.


Este entregar ao Senhor parte daquilo que ele nos deu é algo que transpassa a toda e qualquer forma de se lidar com nossas finanças pessoais, passando pelos tradicionais valores em espécie e incluindo também as novas formas digitais.


Infelizmente este assunto pode doer em alguns ouvidos. Quem sabe porque estes tenham em mente o mau uso da oferta cristã, usada por alguns para enganar e seduzir pessoas oferecendo perdão, prosperidade e curas em troca da suposta oferta.


Ou talvez este assunto machuque não só os ouvidos, mas também o coração mau e pecador que há dentro de nós e que reluta constantemente para deixar de ofertar, deixar de reconhecer que Deus é o Senhor sobre tudo em nossas vidas – até mesmo sobre nossos bens.


Gosto muito do texto de Provérbios 3.9-10 que diz: “Adore a Deus oferecendo-lhe o que a sua terra produz de melhor. Faça isto, e os seus depósitos ficarão cheios de cereais, e você terá tanto vinho, que não será capaz de armazenar”.


Oferta cristã é adoração, é culto, faz parte da nossa fé, é de joelhos reconhecer que esta é a parte do Senhor.


Aliás, consoladora é a promessa de Deus de cuidar e abençoar aqueles que vivem de forma cristã a sua oferta.


Se este assunto pode doer em alguns ouvidos, ele pode ser chamado de loucura para quem não conhece o amor de Deus. Um Deus que nos ama a tal ponto de entregar-se na cruz, de forma humilhante, para nos resgatar do inferno e, ao terceiro dia, ressuscitar.


E, graças ao que Jesus fez por nós, Deus nos oferta diariamente com seu perdão, seu amor, seu cuidado e sua bênção.


Diante disto, enquanto muitos acham loucura, nós cristãos entregamos a Deus parte do que ele nos deu e confiamos de que ele proverá sempre o necessário para a vida.


Então fica a dica: adore a Deus oferecendo a sua oferta, de forma bíblica e proporcional. Seja através das formas mais tradicionais ou, quem sabe, através das novas tecnologias – como o pix.




Pastor Bruno Serves | CEL Cristo, Candelária-RS

15 visualizações
 

Receba Mensagens Cristãs Diariamente no Whatsapp. Adicione e peça (53) 99901-4822

  • Facebook
  • Instagram
  • Twitter

© 2020 by pensenissoteologica.com. Todos os direitos reservados