Buscar
  • PENSE NISSO Teológica

Onde está, ó morte, a sua vitória?

A morte está destruída! A vitória é completa! Onde está, ó morte, a sua vitória? Onde está, ó morte, o seu poder de ferir?1 Co 15.54b;55


Falar sobre morte nos dias atuais parece estar um pouco fora de moda. Pois vivemos dias em que lutamos muito para viver mais e melhor. A quem diga que estamos numa eterna busca pela fonte da juventude. Queremos viver, para isso temos visto os maiores avanços da medicina, das indústrias de cosméticos, o crescimento das clínicas de cirurgias plásticas, e assim por diante. Isso tudo para mostrar que podemos prolongar nossa juventude, sem falar nos inúmeros exercícios físicos e dietas que somos levados a praticar e consumir. Isso tudo tem mostrado nas pesquisas que são feitas que, de fato, a estimativa de vida dos brasileiros tem aumentado, o que, por esse lado, é muito bom!

Agora venho eu falar de morte. Parece estar andando na contramão de uma rodovia. Mas, na verdade, precisamos falar de morte, pois ela continua sendo a maior certeza que o ser humano tem. Nós somos os únicos seres vivos que sabem que vão morrer. Teu cachorro está tranquilo deitado descansando sem se preocupar com a morte. Pois ele nem sabe o que é isso. Nós humanos sempre lutamos contra a morte, porque ela é uma aberração. Ela agride a raça humana. Ela não estava programada no plano inicial da criação. Por isso que não gostamos falar de morte, pois ela dói, inconscientemente lutamos contra ela, e isso por toda a nossa vida.

Agora ao sabermos que ela é a maior certeza, e não dá para escapar da mesma. Que todos estão numa fila invisível da morte, onde a qualquer momento podemos ouvir o soar da nossa senha. Diante disso da medo! Ficamos apreensivos e não sabemos para aonde correr.

Então, digo para vocês, há alguém que viu e sentiu conosco o desespero que é saber que temos que morrer. A morte sendo uma aberração para uma criação que foi criada para viver eternamente precisava ter seu fim. Este alguém que viu e zela por nós é o próprio Deus, o Criador. Diante de uma criação caída, condenada a morte. Ele não mediu esforços em salvar esta sua criação. Isso nós lembraremos mais uma vez nesta semana. Jesus Cristo sendo o Deus encarnado, veio ao encontro do pecador que estava sob a sua condenação para morrer e ressuscitar por ele. Nesta semana, mais uma vez, comemoramos o ápice do cristianismo, a ressurreição. Se Cristo não ressuscitou é vã a vossa fé (1 Co 15.17ª), já afirma o apóstolo Paulo. Mas, de fato, Jesus ressuscitou, e isso nos dá a plena certeza que aquele que tem Jesus como seu salvador também irá ressuscitar (1 Co 15.20). A morte foi vencida! Não há mais o que temer. Todo aquele que crê em Jesus já vive a eternidade tão sonhada e desejada por nós humanos. Sempre digo para os meus ouvintes: a vida eterna já começou! Muitos se esquecem disso, e continuam vivendo uma vida infeliz com medo e inúmeras outras coisas. Jesus foi o primeiro a ressuscitar, e ele é a porta para todos aqueles que querem também viver para sempre. O nosso irmão mais velho, Jesus, ressuscitou, e ele é a garantida dos que já morreram crendo nele, irão ressuscitar.

Por isso o apóstolo Paulo gritou: Onde está, ó morte, a sua vitória? A morte foi derrotada com a ressurreição de Jesus. E hoje podemos cantar e festejar a alegria da salvação e ressurreição. Em Cristo já temos a vida eterna! Quando ainda passarmos pela morte física, tenhamos a certeza, é só uma passagem para a plenitude da vida eterna. Que maravilha é ter Jesus! Que privilégio é ser cristão!


Rev. Gabriel Boldt

0 visualização
 

Receba Mensagens Cristãs Diariamente no Whatsapp. Adicione e peça (53) 99901-4822

© 2020 by pensenissoteologica.com. Todos os direitos reservados