Na Escola da Sorte!


Você já teve uma maré de azar daquelas que o mundo parece estar conspirando contra você? Com certeza você já quis melhorar a sua sorte?


Richard Wiseman, professor de psicologia na Universidade de Hertfordishire, fez uma pesquisa cientifica sobre a sorte.


Ele pesquisou 1.000 pessoas e concluiu que algumas pessoas são muito azaradas. O estudo revela que é possível mudar a sorte. Segundo o professor, a sorte não é sobrenatural, mas, algo que criamos pelo nosso pensamento e comportamento. Richard realizou experimentos, aos quais nomeou como sendo “Escola da Sorte”. As pessoas azaradas precisam agir como as pessoas sortudas. Maximize oportunidades; Dê ouvidos à intuição; Acredite em boa sorte; Transforme a má sorte em boa.


“Quando o Senhor restaurou a sorte de Sião, ficamos como quem sonha” (Sl 126.1).


Há situações na vida em que parece ser o fim! Assim foi com o povo de Deus quando encaminhado para o exilio babilônico. Pensaram ser o fim. Mas, quando veio o livramento, “ficaram como quem sonha” (Sl 126.1).


Assim como Richard no seu estudo nomeou sua pesquisa como Escola da Sorte, podemos dizer que aqueles que visualizam o livramento diário de Deus, as bênçãos infindáveis do Senhor, são alunos na Escola da Sorte que não falta!


Quando Nabucodonosr entrou em Jerusalém para levar o povo de Deus, com autorização do próprio Deus, a cidade ficou completamente destruída. O profeta Jeremias descreve a situação no livro de Lamentações. Além da destruição, houve mortes, humilhações, estupros, fome a ponto das mães matarem seus filhos para comer. Ruinas, tanto dos muros quanto do templo. Nesse contexto, o povo foi exilado (2Rs 17.6). Daí foram setenta anos em que tudo parecia perdido. No entanto, “Quando o Senhor restaurou a sorte de Sião, ficamos como quem sonha” (Sl 126.1).


O Salmo 126 é a explosão de alegria de um pequeno grupo que retorna na primeira leva dos cativos da Babilônia. A libertação foi tão extraordinária que o povo exclamou: “ficamos como quem sonha” (Sl 126.1).


Retornar do cativeiro, anunciado pelo profeta Jeremias em oposição a tantos falsos profetas (Jr 25.11; 29.10), pareceu ser um sonho para todos.


É uma reação natural do ser humano! Espantar-se das coisas que Deus fez e faz.


O Salmo 126 é um salmo de peregrinação, as pessoas iam cantando desde suas casas até Jerusalém. Nesse cântico relembravam tudo o que Deus havia feito por eles, libertando e cuidando deles. É um cântico onde transparece um belo testemunho.


“Quando o Senhor restaurou a sorte de Sião, ficamos como quem sonha” (Sl 126.1).


Nesse mundo, aqui e agora, sofremos, desiludimos e nos enganamos, mas, nossa alegria está em Deus que todos os dias e nas situações mais adversas, muda a nossa sorte. Que sorte!


Você já teve uma maré de azar daquelas que o mundo parece estar conspirando contra você? Com certeza você já quis melhorar a sua sorte?


Para sua sorte, Deus está trabalhando para te dar o que ninguém pode te dar: vida eterna.


Amém!




Rev. Edson Ronaldo Tressmann