Medo é pecado?

O medo é pecado, pois demonstra falta de confiança em Deus que é Todo-Poderoso e que nos ama em Cristo Jesus. O medo se não controlado acaba matando a fé em Deus.


O medo é uma arma que diabo tem usado para afastar as pessoas da Igreja, da Palavra e dos Sacramentos, e de Cristo.


Na igreja o medo se mostra de diversas formas, como por exemplo, quantas vezes pregadores e leigos por temerem homens, ou agrada-los não condenam o erro, não testemunham contra o pecado. Isso se dá pelo nome de “diplomacia” ou o “politicamente correto”.


A pregação dos profetas e dos apóstolos provocava irritação e desgosto entre os poderosos. Mas eles não deixavam de dizer a verdade. Eles não tiveram o “cuidado de não magoar ou ofender”. A ordem era ser fiel a Deus e a pregação da Palavra de Deus, não importa se as pessoas iriam gostar ou não.


É neste mundo que as pessoas não toleram a verdade que somos chamadas a anunciar a Palavra de Deus. E para anunciar a Palavra de Deus a igreja precisa do poder do Espirito Santo para assim ser corajosa e fiel a Deus. A igreja precisa temer a Deus e não aos homens. A igreja precisa condenar o erro. A igreja não pode se acomodar com o mundo. A igreja precisa abrir a boca e dizer “Assim Deus disse” e “Esta é a palavra de Deus. ”


Receio que estamos vivendo dias em que a igreja está se acomodando (amoldando) com a espirito desse mundo. Estamos nos acomodando como a história do sapo na panela com água quente. A água no início está quente, agradável, bom, e o sapo vai se acostumando e água vai fervendo até mata-lo. Parece-me que estamos assim como o sapo, a agua vai esquentando até perdermos nossa liberdade. Aos poucos estamos perdendo a liberdade de culto, a liberdade de trabalhar, a liberdade de comprar, a liberdade de ir e vir. O bem mais valioso e que define o ser humano, a liberdade, estamos perdendo aos poucos, e infelizmente muitos cristãos se acomodam a está situação.


Este acomodamento se dá na igreja quando achamos que a nova normalidade é o que Deus quer para a sua igreja. Este acomodamento se dá quando aceitamos leis humanas que nos impedem de cultuar a Deus, fechando igrejas, e nós chamamos isso de “amor à vida”....


Na igreja quem dita as regras é Deus e não Cezar (governo humano). Nós devemos obediência as autoridades, mas se elas nos pedem algo que vai contra os mandamentos de Deus, nós devemos disser junto com Pedro e Joao, depois que foram chicoteados e proibidos de falar de Cristo “ antes importa obedecer a Deus do que aos homens”.


Nós temos o 3º mandamento que nos ordena cultuar a Deus. No Novo Testamento Deus nos ordena a estarmos em comunhão com os irmãos, em Hebreus diz, não deixemos de congregar-nos como é costume de alguns. Os cultos e estudos bíblicos virtuais tem a sua validade para esta época e são importantes para os de fora, mas nunca devem ser prioridade nas programações da igreja. A igreja só é igreja quando há comunhão cristã, assembleia, ajuntamento de pessoas cristãs. Quando a igreja se reúne em torno da Palavra e sacramentos, batismo e Santa ceia, Deus está presente de maneira especial com as suas ricas bênçãos.

Queridos irmãos! Sempre que possível nos reunamos para os cultos presencias, e digamos juntos com Davi: “Como eu amo o teu templo, o Senhor Todo-Poderoso! É melhor passar um dia no teu Templo do que mil dias em qualquer lugar. ” Salmo 84.1, 10.




Pr. Anderson R. Henn

30 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
 

Receba Mensagens Cristãs Diariamente no Whatsapp. Adicione e peça (53) 99901-4822

  • Facebook
  • Instagram
  • Twitter

© 2021 by pensenissoteologica.com. Todos os direitos reservados