Receba Mensagens Cristãs Diariamente no Whatsapp. Adicione e peça (53) 99901-4822

© 2020 by pensenissoteologica.com. Todos os direitos reservados

 
Buscar
  • PENSE NISSO Teológica

Mães, Sejam Mães

Nossa sociedade tem experimentado transformações rápidas e profundas nas últimas décadas. Tanto em questão de tecnologia como em comportamento. A forma de nos comunicarmos transformou-se. Dificilmente alguém liga para uma pessoa, é mais fácil mandar uma mensagem de texto ou gravar um áudio. Foi-se o tempo onde os casamentos aconteciam à reveria por volta dos vinte e poucos anos. A geração atual, chamada até de geração canguru, demora mais para casar, procurando primeiro a formação acadêmica e a estabilidade profissional para, aí sim, abrir asas e voar em direção a um novo lar e uma nova família. Tudo isto não são regras, mas um retrato da sociedade.

Existe algo perigoso no meio destas transformações. Os filhos. Não que eles tenham se transformado em monstros, mas o perigo está na quantidade e na qualidade de tempo que eles recebem de seus pais. O ritmo de vida acelerado e de agendas cheias nos podem fazer abrir mão de ser pai e de ser mãe. É fácil delegar isto a outra pessoa, a uma creche, à escola, à vovó, ao tablet, ao celular, aos yotubers. Filhos podem e até precisam passar tempo com a avó, frequentar creche, escola e ter momentos lúdicos (supervisionados) de diversão com a nova tecnologia. Mas eles sempre vão precisar de colo, de atenção, de conselhos, de cafuné, de comida de mãe.

Aproveitando o Dia das Mães que mais uma vez se aproxima, faço-lhes um pedido, mamães: sejam mães. Nenhum sucesso profissional pode preencher a lacuna deixada em branco num lar onde a mãe foi ausente. Nenhum mega salário pode pagar pelo prejuízo dos filhos terem crescido sem a sua presença. Não delegue a outras pessoas o que só você pode fazer pelos seus filhos.

Aliás, feliz é mãe que ao final da vida pode agradecer a Deus por ela ter sido instrumento de Jesus para seus filhos. Feliz é a mãe presente e que ama com o amor de Jesus. Feliz é a mãe que cumpriu a mais nobre das tarefas de uma mãe: semear a fé cristã no coração dos seus filhos, através do levar ao batismo, do sentar ao lado na hora do culto, de orar com e por eles, de aconselhar conforme a Palavra de Deus, de não se esgotar de tentar trazer de volta os filhos que estão longe do Senhor.

Então fica a dica: mães, amando seus filhos, “vocês devem criá-los com a disciplina e os ensinamentos cristãos” (Efésios 6.4). De Jesus aprendemos a amar. De Jesus recebemos o perdão por ter falhado como mãe ou como filho. De Jesus vem a salvação que está preparada para todos. Que o Espírito Santo viva em você, mamãe, e lhe ajude a ser não aquela mãe perfeita e irreal, mas aquela mãe real, cristã, de vezes com agenda cheia, mas presente na sua mais nobre tarefa: ser mãe.


Pastor Bruno Serves

4 visualizações