Evangelho "água com açúcar"


Numa reunião entre pastores de várias denominações ouvi a expressão "Evangelho água com açúcar".


O pastor que disse expressava a decepção dele com certas igrejas que não ensinam tudo o que a Bíblia diz.


Esse pastor está certo. Com a onda do politicamente correto muitas igrejas apenas ensinam o que as pessoas querem ouvir, e não o que precisam ouvir.


A Bíblia diz: "Prega a palavra, insta, quer seja oportuno, quer não, corrige, repreende, exorta com toda a longanimidade e doutrina." (2 Timóteo 4.2).


A Palavra Deus precisa ser ensinada como ela é: "Lei e Evangelho." Lei para mostrar que o ser humano é miserável pecador, e Evangelho para mostrar o perdão e a salvação que só em Jesus temos.


Não se pode ensinar de forma paliativa, somente para abrandar a situação do ser humano pecador e "conquistá-lo".


A verdade é que ninguém gosta de puxão de orelha, por mais que esteja errado! A Bíblia, para mostrar o que realmente somos, puxa a nossa orelha apontando para o nosso pecado e incapacidade de chegar à salvação sozinhos.


Ao ensinar Lei e Evangelho, o pregador ensina a vontade de Deus, o que a Bíblia nos revela sem tirar e nem por.


Bom é quando ao ouvirmos a pregação sentimos o peso da nossa condição de pecadores, peso que é tirado de nós ao sermos consolados na certeza de que Jesus morrendo na cruz carregou nossos pecados em seus ombros, e nos perdoou.


Que possamos lembrar que levar a Palavra de Deus às pessoas não é deixar de falar do pecado, mas é mostrar que mesmo pecadores somos salvos por Jesus.


Vou te contar um segredo: Água com açúcar não é remédio, é paliativo, só serve pra acalmar e é psicológico.


Outro segredo? Evangelho água com açúcar não é Evangelho. É enganação que só ensina o que o ser humano quer ouvir, não o que precisa.





Pastor Claudio Schreiber

12 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo