Receba Mensagens Cristãs Diariamente no Whatsapp. Adicione e peça (53) 99901-4822

© 2020 by pensenissoteologica.com. Todos os direitos reservados

 
Buscar
  • PENSE NISSO Teológica

Batismo, Danos Morais e Indenização

Geralmente o batismo de uma criança é cercado de festa, alegria e louvor a Deus. Mas, no Distrito Federal, um batismo terminou em uma indenização por danos morais. A mãe da criança batizada foi condenada a indenizar o pai da sua filha. Tudo porque ela não o comunicou a respeito do batismo, excluindo-o deste momento importante da vida de uma filha.

Confusões à parte destes pais, batismo e danos morais tem uma relação interessante. O batismo foi instituído por Deus justamente para agir devido à danos que vão muito além de morais. O pecado é um dano que atinge todo o ser humano, toda nossa existência e nossos relacionamentos. “Tenho sido pecador desde o dia em que fui concebido” (Salmo 51.5), diz a Palavra de Deus. Do ventre materno até o último suspiro de vida bate em nosso peito um coração pecador, desvirtuado, sedento de perdão, danificado e causando danos.

E então entra em ação a misericórdia de Deus. “Ele nos salvou por meio do Espírito Santo, que nos lavou, fazendo com que nascêssemos de novo e dando-nos nova vida” (Tito 3.5). Deus ama corações danificados pelo pecado e quer lhes dar nova vida através do batismo, do lavar pela água e pelo Espírito Santo. A partir daí uma nova vida começa, não mais amarrada a danos morais e espirituais, mas livre para ser vivida e guiada pelo Espírito do Senhor. No peito ainda bate o velho coração pecador, mas agora ele é amado e perdoado, conectado pelo batismo a alguém muito especial: Jesus.

Aliás, uma indenização foi exigida para que tudo isto acontecesse. A Páscoa que, mais uma vez se aproxima, nos lembra o preço pago pelos danos que o pecado trouxe. Foi preciso derramar sangue inocente para que os culpados tivessem perdão. Jesus foi quem, com sua própria vida, pagou a pena, a indenização. Mas ele foi ressuscitado e hoje está vivo, habitando em cada coração batizado. Além de nos tirar do inferno e nos colocar no céu, o batismo nos conecta e nos une a Jesus: “fomos batizados para ficarmos unidos com Cristo Jesus, fomos batizados para ficarmos unidos também com a sua morte. Assim, quando fomos batizados, fomos sepultados com ele por termos morrido junto com ele. E isso para que, assim como Cristo foi ressuscitado pelo poder glorioso do Pai, assim também nós vivamos uma vida nova” (Romanos 6.3-4).

Então fica a dica: batismo é salvação, é perdão dos pecados, é uma nova vida que começa! Eis uma bela oportunidade para lembrar que o seu coração está conectado a Jesus pelo batismo. Por falar nisto, você sabe o dia no qual foi batizado? 


Pastor Bruno A. Krüger Serves

17 visualizações