top of page
Mulher orando

Mensagens

As culpas corroem. O perdão salva.


É interessante ouvir o que a ciência nos fala sobre o perdão. Diversos cardiologistas renomados, como o Dr. Fernando Lucchese e o Dr. Artur Zular, afirmam que a falta do perdão afeta a saúde do coração e a qualidade de vida.


Quanto a isto, não há mistérios. Quando desavenças e atritos não são devidamente curados com o perdão, nosso organismo sofre. Níveis de estresse vão para as alturas. Perdemos qualidade do sono, a pressão arterial e os batimentos cardíacos ficam alterados. O não perdoar é altamente tóxico para nossas vidas. Culpas e desavenças, quando não resolvidos, corroem a saúde, o bem estar, a paz.


Por outro lado, de acordo com a medicina, quando o perdão é vivido, somos libertados de uma condição estressante. Há alívio de tensão. O organismo libera substâncias que melhoram o humor, como serotonina e dopamina. Perdoar e ser perdoado gera a sensação de alívio, bem-estar. Perdoar faz bem ao coração. Faz bem à vida.


Mergulhando na Palavra de Deus, encontramos o Salmo 32. Muito antes da medicina moderna nos alertar sobre a importância do perdão, esta verdade já era dita na Palavra: “enquanto não confessei o meu pecado, eu me cansava, chorando o dia inteiro” (Salmo 32.3). Guardar culpas é morrer aos poucos. É adoecer fisicamente. Mentalmente. Espiritualmente. Não há paz enquanto os ombros pesarem. Em última análise, não há salvação para quem está sem o perdão dos pecados. A falta do perdão, realmente, mata.



No mesmo Salmo 32 encontramos o mais doce bálsamo para as consciências atribuladas em suas culpas. O versículo 5 diz assim: “Então eu te confessei o meu pecado e não escondi a minha maldade. Resolvi confessar tudo a ti, e tu perdoaste todos os meus pecados”. Diante de uma confissão, há uma absolvição. Diante do arrependimento, há o perdão. Perdão pleno. Que liberta. Cura. Restaura. Que devolve a vida. Que tira o peso dos ombros. Que nos dá qualidade de vida. Que nos dá a verdadeira vida, eterna, que há em Cristo Jesus.


Arrependa-se dos seus pecados. Creia em Cristo. O sangue de Jesus é poderoso para te lavar das culpas mais pesadas que há no seu coração. Aplique este perdão aos atritos que há nos relacionamentos. Seja misericordioso como Deus é misericordioso com você. E, especialmente, aplique este perdão a você mesmo. Perdoe-se com o perdão de Jesus. Com este perdão pleno, não há mais o porquê de martirizar-se com os erros do passado que, volta e meia, agarram nossa mente e nos torturam. O perdão de Jesus nos liberta de nós mesmos.


Então fica a dica: “feliz aquele cujas maldades Deus perdoa e cujos pecados ele apaga!” (Salmo 32.1). Enquanto suas culpas corroem sua vida e sua saúde, o perdão de Jesus liberta e dá vida eterna. O perdão de Deus traz felicidade para nossas vidas.




Pastor Bruno Serves

22 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page