Apego na palavra de Deus


Dia 25 de janeiro celebramos a conversão de Saulo e no dia 26 de janeiro o dia de Tito, Pastor e confessor. Fala-se muito do apostolo Paulo e pouco se sabe ou se reflete sobre Tito.


Tito foi um cristão de origem grega que exerceu um papel de destaque nos primeiros anos da Igreja Cristã. Seu nome é mencionado no Novo Testamento e é conhecido principalmente pela epístola dirigida a ele.


Companheiro de Paulo e um líder importante na igreja primitiva. Provavelmente também foi um filho na fé de Paulo, convertido em uma de suas pregações (Tt 1.4). O curioso é que Tito não é citado no livro escrito por Lucas, Atos dos Apóstolos. A referência ao seu nome é encontrado em 2Coríntios, Gálatas, 2Timóeo e Tito.


Tito foi considerado como sendo “companheiro e cooperador”. Na carta aos Gálatas (Gl 2.3), Paulo registra que Tito acompanhou Paulo e Barnabé numa visita a Jerusalém para debater com os apóstolos e líderes da igreja a respeito da controvérsia sobre os ex gentios (cristãos convertidos) em relação à lei mosaica ante a circuncisão e alimentos impuros e puros.


Tito foi levado para destacar que sendo grego, não circuncidado, e desempenhava um importante papel de liderança e até pastoreio em Creta. A decisão foi que o evangelho deveria ser pregado e os gentios convertidos não serem submetidos aos regulamentos judaicos (At 15.13-19).


Em Corinto, Tito esteve presente num momento muito complicado daquela igreja. Havia muita discórdia e facções entre seus membros. Para Corinto, Tito levou a carta de Paulo com recomendações e exortações a respeito dessas situações (2Co 8.16-18). Nessa igreja, em uma de suas três visitas, supervisionou a arrecadação para ajudar os irmãos pobres de Jerusalém. Ante essas situações, o apostolo Paulo ficou muito satisfeito.


O apostolo Paulo levou Tito para Creta, deixando-o ali para que completasse a sua obra (Tt 1.5). Tito em Creta exerceu função semelhante a Timóteo em Éfeso.


Na carta à Tito, o apostolo Paulo determina coisas bem especificas para que Tito exerça a obra missionária na ilha de Creta. Sua função foi organizar, colocar as coisas em ordem na ilha de Creta. Escolher e nomear os pastores para as congregações. Apesar de haver muitas interpretações a respeito das palavras “marido de uma só mulher” é necessário enfatizar que o entendimento é que o apostolo Paulo enfatiza que o ministério é ocupado por homens, pois se pudesse ser exercido por mulher, o apostolo teria dito também “esposa de um só marido”.


Paulo destaca que o pastor precisa ser alguém de quem as pessoas falam bem, que expõe suas opiniões com sobriedade e que seja uma pessoa confiável (Tt 1.7-8). Como representante de Deus, o pastor fala, ensina e orienta com a Palavra de Deus a qual ele precisa estar apegado.


Provavelmente Tito tinha uma personalidade forte e impunha grande liderança e firmeza em suas decisões.


Sendo grego e estando apegado à Palavra de Deus, Tito se encaixava na posição de trabalhar contra o paganismo dos habitantes da cidade de Creta e estabelecer ali a sã doutrina naquela região.


Tito foi convocado e enviado por Paulo para que nada faltasse a Apolo, outro grande pregador do evangelho na época (Tt 3.12-13). Foi também enviado para Nicópolis para ajudar Ártemas e Tíquico. Após essa missão, foi enviado para evangelização na Dalmácia. Isso ocorreu enquanto Paulo escrevia a segunda carta a Timóteo (2Tm 4.10). Concluindo seu trabalho, retornou para Creta e permaneceu ali até idade avançada.


Entre as muitas exortações dadas para Tito, a mais destacável é do verso 9 do capítulo 1 da carta à Tito: “exortar pelo reto ensino” (Tt 1.9). Essa recomendação é salutar para nossos dias, afinal, é preciso focar no ponto certo.


Em muitas situações dentro da igreja, o ponto alto parece ser as pessoas. O pastor é piedoso, a liderança é ativa, e assim por diante. É maravilhoso se for assim, mas, essas características sem o ponto certo, não passará disso.


A ênfase: “exortar pelo reto ensino” (Tt 1.9) é a tarefa mais desgastante do ministério. É uma tarefa árdua. Na vida ministerial surgem tantas demandas nas quais o pastor pode perder o foco. Sem tempo de estudo e preparação, dúvidas surgirão e as mesmas não serão sanadas, porque o pastor não tem tempo para pesquisa e depois exortação no reto ensino.


E para que possa exortar pelo reto ensino, o homem de Deus é apegado a Palavra de Deus. A palavra grega para “apegado” é ἀντεχόμενον – estar apegado com afinco a algo e presta muita atenção, pois ama. Não deixa o objeto de lado, pois deseja estar em contato direto e constante.

Com Tito, líderes e pastores aprendem duas coisas essenciais: 1) - apego à Escritura; 2) – exortar pelo reto ensino.


Com Tito aprendemos a manter o foco e não perder a direção. Não se apegue a outras coisas a ponto de ignorar a Palavra de Deus e assim deixar de exortar e ser exortado pela Palavra que dá vida. Amém!




Rev. Edson Ronaldo Tressmann

12 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo