Receba Mensagens Cristãs Diariamente no Whatsapp. Adicione e peça (53) 99901-4822

© 2020 by pensenissoteologica.com. Todos os direitos reservados

 
Buscar
  • PENSE NISSO Teológica

A vontade de Deus

Atualizado: Fev 20

Queridos irmãos: é sempre bom e importante lembrar de que estamos no tempo da Epifania. Tempo de revelação, onde temos Deus que, em grande amor, se aproxima de seu povo, de cada um de nós. Nosso Deus que oferta sua agradável vontade para a humanidade. É um tanto interessante que as leituras direcionam para a vontade de Deus. Deuteronômio 30. 15-20: Moisés nos fala sobre a aliança e comunhão com Deus, isto é, Deus que promete vida e prosperidade, Deus que apresenta sua vontade nos mandamentos e, consequentemente, revela para o seu povo vida, bondade e inúmeras bênçãos para todo aquele que seguir sua vontade. Então, o texto é um convite para que o povo de Deus se apegue ao Criador e aos seus mandamentos, pois Deus oferta todo seu perdão e misericórdia para as pessoas. 1Co 3. 1-9: Em Coríntios 3. 1-9 temos Paulo que lembra ao povo de Corinto de que a vontade de Deus é que eles sejam testemunhas do Evangelho. Paulo fala sobre os perigos das disputas e rixas, mas ele lembra que os pastores estão a serviço de Deus.


Salmo 119. 1-8: ele nos traz uma importante palavra: bem- aventurado, ou seja, feliz é aquele.....feliz é aquele que segue, que caminha nos preceitos do Senhor, que anda em sua vontade. Então, percebam amigos, o quanto temos de conteúdo sobre a vontade de Deus em nossas leituras. E temos o nosso Evangelho de hoje, onde temos a continuidade do Sermão da Montanha, Mateus 5. 21- 37. Jesus que ensina os seus discípulos e apresenta o querer de Deus, Cristo apresenta o Reino de Deus. Sendo assim, Jesus pega a lei de Moisés e a aprofunda, ele complementa o que já havia sido ensinado. Jesus fala sobre o quinto mandamento: não matarás! Ele aprofunda e fala sobre o jugo que virá sobre a pessoa. E assim Jesus vai fazendo com os demais assuntos: sobre o adultério, o juramento falso e assim em todo o Evangelho. Jesus é muito claro em todo o seu ensino. Em todo o seu ensino aqui apresentado, Jesus declara que todo pecador que pecar, será julgado e punido pelo mal cometido. E Jesus é um tanto enfático, forte, com as palavras: se o teu olho te faz tropeçar, arranca-o, se a tua mão direita te faz tropeçar, corte-a fora. Claro, não é para fazermos isso, mas Jesus se utiliza palavras exageradas para enfatizar a gravidade do pecado.


Mas vemos Jesus que fala sobre a vontade de Deus, falar sobre a vontade de Deus? Para o mundo de hoje, falar sobre a vontade de Deus é um tanto estranho. Com tantos pensamentos ateus, não crer em Deus, igrejas que falam sobre colocar a vontade do homem sobre a vontade de Deus, pensamentos positivos, autoajuda, tudo leva o ser humano para estar longe do Criador, é o diabo exercendo seu ofício sobre a humanidade, em síntese, afastar o ser humano de Deus, deixar o homem na incredulidade, no pecado. O ser humano tem vontade de fazer os desejos de Deus, ele quer ficar longe desse peso, dessa canseira. A pecaminosidade leva para isso. Mas é no salvador Jesus que encontramos o que precisamos: perdão, salvação e o estar com Deus. A lei do Senhor é claríssima, mas nós não cumprimos um único til ou ponto.


No entanto, bem aventurado é aquele que anda debaixo da lei do Senhor, porque ele será abençoado. Feliz é aquele que anda debaixo da lei do Senhor, como afirma o Salmo. É no Senhor Jesus Cristo que encontramos a esperança que tanto precisamos. Jesus cumpriu toda lei por nós, lei cumprida no madeiro da cruz, no sofrimento máximo para nos conceder o amor de Deus. A lei é clara por meio de Jesus Cristo, só realizamos a vontade de Deus em Cristo Jesus. O Sermão do monte é um doce ensino de confiança no Evangelho, de confiar em Jesus Cristo. Ele é quem nos concede a graça e a misericórdia, em Jesus somos bem aventurados e fazemos a vontade do Pai. Os fardos ficarão mais leves, as angústias ficarão mais serenas, as doenças, tudo minora quando a vontade de Deus está sobre a nossa. É na vontade de Jesus Cristo que encontramos o céu.



Rev. Artur Charczuk

18 visualizações