A máscara de Narciso

Atualizado: Mar 9

Narciso, também chamado de O Autor Admirador, é um herói na mitologia grega, ele constituiu sua heroicidade nas terras de Téspias, Boécia, antiga Grécia. Conforme as lendas gregas, Narciso era tido como um homem de grande beleza, atraía muitas pretendentes. No entanto, leitor, Narciso era uma pessoa extremamente orgulhosa, cheia de si. Suas pretendentes eram diariamente recusadas, em síntese, Narciso encarava o mundo a partir de si, olhava para a sua pessoa como o encanto primordial, único. O jovem estava ancorado em duas perspectivas: beleza e o orgulho. Mas o pensamento de Narciso provocou uma significativa ira nas pretendentes. Elas pediram vingança para os deuses, ou seja, os inúmeros nãos de Narciso deram uma guinada em sua vida. Némesis, deusa grega, condenou Narciso a ficar olhando para o seu próprio reflexo, sim, o jovem deitou na margem de um rio e ali ficou. Ele estava apaixonado pelo seu próprio reflexo, Narciso ficou na margem até morrer.

O mito de Narciso veio para ficar nas sociedades, certamente você já ouviu o termo narcisismo. O narcisista é a pessoa que possui um conceito alto de si própria, superior e assim por diante. Então, amigo leitor, narcisismo é um sentimento de uma falsa superioridade diante do outro. É um discurso assim: eu sou o melhor, eu sou o mais capaz, do grupo sou eu que entendo mais, etc. O narcisista, psicologicamente falando, foi uma criança que foi muito exigida pelos pais, isto é, exigência da perfeição. A Modernidade é um advento narcísico, ela exige da pessoa uma contínua superação com relação ao outro: ser melhor, ser superior, ser mais preparado e muitas outras palavras. O narcisismo é a cultura do eu, eucentrismo, é a sensação de um falso empoderamento.

E estamos em tempos de pandemia, não está fácil, tudo está exigindo cuidado. A pandemia é uma realidade, leitor, de repente você não acredita? Converse com alguém da área da saúde, tire suas dúvidas. No entanto, além da pandemia, a humanidade está passando por outras infecções: negacionismo, falsas notícias, curas mirabolantes, remédios sem eficácia, etc. Irmãos: as últimas palavras citadas são provindas da infecção chamada narcisismo. É o ser humano buscando por empoderamento, é o profundo desejo de ser o centro de algo que está matando milhões, COVID 19. Se o narcisismo não for cuidado, ele ceifa vidas. Diante de um caos real, o homem teima em querer usar a máscara de Narciso. Uma máscara que cega e leva para os caminhos errados da real cura. Ir contra os protocolos é usar a máscara de Narciso, é colocar o eu acima do outro. Precisamos ter calma, irmãos e irmãs, faz-se necessário ouvir os conselhos médicos, em outras palavras, buscar o que é comprovado pela ciência. E quando o indivíduo segue o que é solicitado pelas autoridades, ele está cuidando do próximo e exercendo seu batismo, sua identidade cristã. A cultura narcísica teima por meio do orgulho e o desejo de poder, mas, leitores, eu digo uma coisa para vocês: deixemos o jovem Narcísio para as lendas e vamos fazer o que é certo, melhor dizendo, buscar o cuidado e esperar pela vacina. É dizer não para a máscara de Narciso.




Rev Artur Charczuk

15 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
 

Receba Mensagens Cristãs Diariamente no Whatsapp. Adicione e peça (53) 99901-4822

  • Facebook
  • Instagram
  • Twitter

© 2021 by pensenissoteologica.com. Todos os direitos reservados