A força do Perdão


Existe um ditado popular que diz: Aquele que primeiro pede perdão é o mais forte. No fundo no fundo a frase até faz sentido. Pois vocês sabem o quão difícil é pedir perdão, o nosso orgulho fala mais alto, achamos que o errado foi o outro, e que nós somos apenas vítima. Muitas vezes as pessoas dizem é melhor deixar pra lá, que o tempo dará um jeito de resolver, na verdade não resolve, somente coloca um pano sobre a ferida que emerge.


O rei Davi sentiu na pele o que é não confessar o seu pecado. Ele diz: Enquanto eu não confessei o meu pecado, eu me cansava chorando o dia inteiro. (Sl 32.2). Essa era a dor de consciência que carregava Davi! Ele, por ser pecador como nós, achava que conseguia resolver o seu problema sozinho, iria ficar calado, que o tempo daria um jeitinho. Mas o peso de consciência o torturava, o maltratava e fazia com que ele morresse de dentro pra fora. Até que então ele confessou o seu pecado a Deus, e então sentiu o refrigério que Deus podia dar.


Muitas vezes agimos igualzinho ao rei Davi, corremos de Deus achando que não precisamos confessar nossos pecados. Muitos por medo e vergonha acham que resolvem sozinhos a situação, e também correm daquilo que Deus pode dar. O fato é que, enquanto que não confessamos, choramos, sofremos calados o dia inteiro e morremos como o calor que seca o orvalho da manhã.


Deus nos deu a grande oportunidade de nos achegarmos a ele, em qualquer momento para confessar os nossos pecados, para assim receber o seu perdão. Deus não diz, você primeiro muda de vida para eu te perdoar, ele não pede nada além de você reconhecer sua condição de pecador e pedir o seu perdão, prontamente ele diz: perdoados estão os teus pecados!


Davi sentiu na pele o que é ser atormentado pelos seus pecados e também sentiu na pele o que é ser perdoado. E por isso ele aconselha, nos momentos de angustia todos devem orar, (Oração de confissão), para que quando as ondas de sofrimento vierem, sejam logo resolvidas por meio do perdão.


Deus quer perdoar! Ele quer resolver nossa situação, ele quer tirar o peso de nossas consciências, ele quer que nós vivamos em paz.


Isso porque o preço do perdão já foi pago na cruz, por isso que hoje já não mais precisa ser feito nada. O perdão é garantido! Para nós não custa nada, para Deus custou a vida de seu filho, pago com derramamento de sangue. E é isso que Paulo reafima em sua epistola, por causa de um homem entrou o pecado no mundo, e por causa de um homem também entrou a salvação, sua graça, o perdão dos pecados a todos os que correm até seus braços, carregados de pecados e pedem o seu perdão.


Todo dia é tempo de oração, reflexão e confissão, muito mais agora, quando vocês veem que o tempo se aproxima. O Filho de Deus foi perseguido e levado a morte por causa dos nossos pecados. Que possamos olhar para nós, reconhecer nossas falhas e pecados, e confessar a Deus os nossos pecados. Ao ouvirmos a absolvição vinda da boca do pastor, também pedir a Deus forças para perdoar aqueles que nos ofenderam no dia a dia, seja na família, com os amigos ou irmão na fé.


Isso é vida cristã! E que bom que Deus pensou em tudo, e também tudo preparou, para vivermos bem, sem culpa, sem peso de consciência ou medo. Deus conhece a nossa estrutura, e sabe que somos pó, por isso que ele já se adiantou para que nós não voltássemos ao pó, mas vivêssemos bem, já a partir de hoje: com um novo status: de Perdoados! Este mesmo perdão nos dá condições de perdoar o nosso irmão. Amém.





Rev. Gabriel Boldt



13 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo