A Escritura Sagrada não é um conto de fadas!


Você gosta de fábulas? Contos? Estórias?

O inimigo da igreja cristã só têm fábulas para confundir as pessoas e distorcera boa nova da salvação em Jesus.


Pedro escreve aos cristãos que diferentemente das “fábulas engenhosamente inventadas" (2Pe 1.16), os apóstolos e inclusive ele escreveram e falaram sobre o que viram e ouviram movidos pelo Espírito Santo.

Pessoas estão começando a dar ouvidos e defendendo as “fábulas engenhosamente inventadas.”

A segunda carta do apostolo Pedro foi escrita para cristãos que estavam sofrendo ataques de falsos mestres infiltrados nas igrejas. Doutrinas errôneas estavam destruindo muitos cristãos e semeando apenas dúvidas, a ponto de Judas recomendar para que todos tenham compaixão dos que estão em dúvida (Jd 22).


Os falsos mestres estavam deturpando as cartas do apostolo Paulo, bem como as Escrituras (Antigo Testamento) e espalhando mentiras de que as Escrituras não eram inspiradas e que a Palavra de Deus se contradizia. Em outras palavras, os falsos mestres apenas se utilizavam de “fábulas engenhosamente inventadas" (2Pe 1.16). E na expectativa de opor-se aos falsos mestres, o apostolo escreveu: “Nós não estávamos contando coisas inventadas quando anunciamos a vocês a vinda poderosa do nosso Senhor Jesus Cristo, ...” (2Pe 1.16).


O termo traduzido por fábulas - Muthois significa alegorias ou profecias fictícias. O inimigo da igreja, o leão que ruge (1Pe 5.8), possui apenas fábulas para destruir a mensagem dada pelo Espírito Santo (1Tm 3.15-16) para as pessoas. Pelas fábulas, o diabo, destrói a doutrina (2Pe 2.1) e conduz muitos a escarnecer a segunda vinda de Jesus (3.3-4).


Para opor as fábulas engenhosamente inventadas o apostolo Pedro indica a certeza da origem e a fonte das Escrituras Sagradas. Nesse sentido, os versos 20 e 21 de 2Pedro 1 ensinam extraordinariamente que tanto a interpretação das Escrituras bem como a origem das Escrituras está no Espírito Santo.


As Escrituras Sagradas não são fábulas engenhosamente inventadas, ao contrário, é a mensagem dada por Deus através de homens, por essa razão “temos mais confiança...” (2Pe 1.19).

O adjetivo bebaioteron indica que as Palavras das Escrituras me fazem caminhar num lugar sólido e seguro em contraponto as fábulas provenientes do diabo que buscam tirar essa solidez e segurança em nossa caminhada cristã.


As Escrituras Sagradas é uma lâmpada, conforme o salmista (Sl 119.105), e aqui na perícope, o apóstolo Pedro diz que é uma luz que brilha em um lugar escuro (2Pe 1.19).

O objetivo da Escritura é dar luz em meio à escuridão para que a estrela da manhã brilhe nos corações (2Pe 1.19). Essa estrela da manhã é Jesus (Nm 24.17; Ap 22.16). Dessa estrela da manhã é que o deus deste mundo (2Co 4.4), o diabo, quer tirar as pessoas. Para atingir esse intento, distribuiu fábulas que enganam e afastam as pessoas da verdade que é Cristo.

Já que as Escrituras nos conduzem para Cristo, para o perdão, a salvação, o apostolo Pedro enfatiza que “vocês fazem bem em prestar atenção nessa mensagem” (2Pe 1.19). Você está prestando atenção na mensagem das Escrituras? O que têm afastado você e está te impedindo de ouvir a mensagem das Escrituras? Ouça a recomendação da Palavra de Deus: “não abandone o costume de assistir as nossas reuniões” (Hb 10.25) e também: “prestem atenção nessa mensagem” (2Pe 1.19).


As fábulas engenhosamente inventadas ganharam as redes sociais e fazem um estrago tremendo na vida das pessoas. As fábulas engenhosamente inventadas e distribuídas nas redes sociais comparam um versículo com outro como se os mesmos estivessem se contradizendo sem levar em conta o contexto de toda a perícope e até o contexto amplo das Escrituras.

Assim como os escritores da Bíblia foram inspirados pelo Espírito Santo para escrever, os interpretes da Bíblia são movidos pelo Espírito Santo para interpretá-las. Tanto a interpretação bem como a pregação da Palavra são obras do Espírito Santo (1Co 2.13-14), ao contrário das fábulas criadas pelos falsos mestres que têm origem nas próprias paixões (2Pe 3.3). Ao ensinar a orar “santificado seja o teu nome”, Jesus ensinou que a pregação clara e pura da Palavra de Deus é algo divino e só pode ser produzida por Deus. E muitas coisas e fatos querem nos afastar dessa obra divina.


A Palavra de Deus é questionada por um simples detalhe: ela conduz à salvação. Ela conduz a Cristo. As fábulas afastam de Cristo e faz com que as pessoas duvidem das Escrituras. A Bíblia é uma mensagem do amor de Deus para o pecador. Amém!


Rev. Edson Ronaldo Tressmann

16 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo