500 mil dólares pela vida eterna

Depois de perder seu pai, seu filho, seu neto e sua esposa, o bilionário americano Robert Bigelow lançou um desafio mundial. Ele está disposto a pagar 500 mil dólares a quem conseguir lhe provar que existe vida após a morte.


Caso você se interesse em participar deste desafio, saiba que é preciso entregar um documento escrito, em forma de tese, com provas, testemunhas e evidências de que a vida realmente não termina no túmulo.


Até parece que o apóstolo Paulo tinha estes critérios em mente quando quis relatar aos cristãos da cidade de Corinto a respeito de uma evidência de que, realmente, existe vida após a morte. Foi assim que Paulo montou sua tese escrita: “Eu passei a vocês o ensinamento que recebi e que é da mais alta importância: Cristo morreu pelos nossos pecados, como está escrito nas Escrituras Sagradas; ele foi sepultado e, no terceiro dia, foi ressuscitado, como está escrito nas Escrituras; e, apareceu a Pedro e depois aos doze apóstolos. Depois apareceu, de uma só vez, a mais de quinhentos seguidores, dos quais a maior parte ainda vive, mas alguns já morreram. Em seguida apareceu a Tiago e, mais tarde, a todos os apóstolos” (1 Coríntios 15.3-7).


Sensacional. Inspirado pelo Espírito Santo, Paulo organizou um pensamento lógico, organizado e com testemunhas a respeito da ressurreição de Jesus.


E esta é a evidência da fé cristã de que a vida não termina no túmulo. O mesmo apóstolo Paulo sublinha esta evidência ao afirmar no mesmo capítulo 15 de Coríntios: “Mas a verdade é que Cristo foi ressuscitado, e isso é a garantia de que os que estão mortos também serão ressuscitados”.


E, para engrossar ainda mais estes argumentos, o próprio Salvador disse: “Eu sou a ressurreição e a vida. Quem crê em mim, ainda que morra, viverá; e quem vive e crê em mim nunca morrerá” (João 11.25).


Mesmo com seus bilhões de dólares, Bigelow continua buscando por alguma evidência que o conforte diante da dor do luto, da perda, da saudade. Nenhuma riqueza pode consolar como a ressurreição do Salvador consola.


Esta ressurreição é a certeza do perdão, da salvação e de vida plena ao que crê, mesmo depois da morte.


E, por outro lado, morrer sem Jesus é estar sob a condenação e a ira de Deus após o túmulo.


Então fica a dica: porque Jesus vive, nós também viveremos! A vida eterna está em Cristo!


Aliás, neste final de semana a igreja cristã lembra da transfiguração de Jesus, onde Moisés e Elias aparecem em glória, conversando com o Salvador. Estes dois homens de Deus, que há séculos já estavam na salvação, seriam uma boa tese para enviar ao magnata americano?





Pastor Bruno Serves

25 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
 

Receba Mensagens Cristãs Diariamente no Whatsapp. Adicione e peça (53) 99901-4822

  • Facebook
  • Instagram
  • Twitter

© 2021 by pensenissoteologica.com. Todos os direitos reservados